Cajazeiras (PB) – A semana começou com um susto grande para o Atlético-PB. Um incêndio tomou conta da área da cozinha e do refeitório da sede do clube, e os jogadores precisaram pular do primeiro andar para que suas vidas fossem salvas. O acidente aconteceu por volta das 12h desta segunda-feira (28/9), após o primeiro período de treinos do dia, quando os atletas descansavam para o segundo momento de atividades.

O motivo disso tudo? O vazamento de um botijão de gás. Através das fotos cedidas pela assessoria de imprensa é possível notar que o incêndio destruiu toda a área da cozinha. A concentração do Atlético-PB fica localizada no centro da cidade de Cajazeiras, no Sertão paraibano, e, no momento do incêndio, mais de 20 pessoas estavam no local, entre jogadores, funcionários e dirigentes. 

Era por volta de meio-dia quando uma gritaria dentro da concentração atleticana começou. O volante Pêu é um dos jogadores que estava na concentração no momento do ocorrido. Segundo o atleta, que estava deitado, descansando, o pânico foi grande, e o tempo para entender a gravidade do que estava acontecendo foi curto. O jeito foi quebrar as janelas do espaço, no primeiro andar, e saltar para a parte de baixo.

– Eu estava deitado. Tinha acabado de chegar do treino, da academia. Ouvi a gritaria e achei que eram os meninos brincando no corredor. Quando eu vi, era um desespero. Todo mundo gritando que estava pegando fogo. Saímos correndo e quebramos a janela. Pulei lá de cima – relatou.

Através de nota oficial, o Atlético-PB informou que nenhum jogador se comprometeu com lesões e que foram deslocados para um hotel da cidade. Além disso, o clube ressaltou que todo o incêndio foi controlado por uma equipe do Corpo de Bombeiros.

Apesar do ocorrido, o Trovão Azul não mudou a programação de atividades. O time treina normalmente na tarde desta segunda-feira, visando o confronto contra o Floresta, pela rodada #3 do Brasileiro da Série D, na próxima quinta-feira.