Futebol – Em uma partida disputada, o Iranduba da Amazônia e o Sport Recife ficaram no empate em 0 a 0, no estádio Barbosão, na cidade de Chã Grande (PE), partida válida pela 13ª rodada do Brasileirão Feminino. O resultado mantém ambos os times em suas colocações no grupo 1, o Iranduba somou um ponto e continua como terceiro colocado e agora disputa a vice-liderança num confronto direto como Kindermann, na próxima quinta-feira, 22, às 14h (horário de Manaus), no Estádio Carlos Zamith.

As donas da casa começaram o jogo pressionando nos primeiros minutos, mas encontraram resistência no sistema defensivo do Iranduba bem postado. Aos 12 minutos, o time amazonense teve a sua primeira grande chance quando Cris de dentro da área chutou em direção ao gol, mas a bola foi em cima da goleira do rubro-negro pernambucano. Após o lance, o Iranduba foi pra cima das leoas alternando em jogadas ofensivas e defensivas.

No segundo tempo, as amazonenses pressionaram mais, por outro lado, as Leoas também procuravam o gol para conseguir se manter na competição. E após mais 45 minutos de tentativas de chutes a gol sem sucesso de ambos os lados, a partida finalizou com o empate em zero a zero.

Estreando como titular, a meia Gabi Moraes, se disse feliz em entrar como titular, mas reconheceu que não foi uma partida fácil. “Nós fomos bem, lutamos até o final, que até então tivemos muitas oportunidades no final, elas também tiveram oportunidade de matar o jogo mas não conseguiram. Em nenhum momento nós baixamos a cabeça, fomos até o final lutando. Foi um jogo muito competitivo e cada uma deu o seu melhor fora de casa, agora é focar no Kindermann, com quem jogaremos em casa e batalhar pra garantir a segunda colocação”.

Para Adilson Galdino, apesar da equipe entrar em campo precisando da vitória no último confronto da primeira fase contra o Kindermann, está descartada qualquer tipo de pressão em cima do Iranduba.

A partida entre Iranduba e Kindermann será em Manaus, porém, com portões fechados devido a punição que o time amazonense recebeu após um torcedor jogar uma lata no rosto da assistente da arbitragem após o jogo contra o Corinthians na Arena da Amazônia, no dia 05 de julho.

Com informações da Assessoria