Contratado pelo Flamengo como a esperança de solucionar os problemas ofensivos da equipe, Gabigol foi o único dos reforços que ainda não fez gol. Até agora, foi mais garçom do que goleador. A ansiedade de quebrar o jejum fica evidente nos jogos, e não só nele. Os próprios companheiros tentam de todas as formas ajudá-lo a ultrapassar essa barreira.

No último jogo, a derrota por 1 a 0 para o Fluminense, na semifinal da Taça Guanabara, Gabigol foi titular. Ele afirmou que a falta de gol não está afetando seu desempenho.

– Naturalmente vai sair esse gol. Todos estão ansiosos. Tudo flui melhor com gols. Mas estou confiante, me sentindo bem e tenho certeza que os gols vão sair – disse o camisa 9.

Contra o Flu, Gabigol iniciou a partida mais centralizado, na função de centroavante. Depois que Uribe entrou, ele passou a atuar mais aberto pela direita. Ele acredita que essa versatilidade pode ser um trunfo para conseguir convencer Abel Braga de que ele é quem tem que ser o dono da posição.

– Tenho jogado em todas as posições. Joguei por dentro, no último jogo terminei por fora. Sou um dos que mais rodou de posição. De repente isso pode me ajudar. Tenho características diferentes das do Uribe. Gosto de sair da área. Ele fica mais por dentro.

O Flamengo se prepara para a estreia na Taça Rio, domingo, contra o Americano, no Maracanã.

Avaliação do desempenho do time

Fomos bem no Carioca. Óbvio que queríamos disputar o título. Mas em performance fomos um dos melhores. O dinheiro não entra em campo. É apenas o começo, talvez falte um pouco de entrosamento. Temos que continuar trabalhando bastante que as coisas vão dar certo.

Recuperação após a tragédia e eliminação

Claro que todo mundo ficou triste com a tragédia, depois veio a eliminação. Ficamos tristes. Mas seguimos trabalhando. Jogo de domingo é muito importante. Temos trabalhado bem e feito as coisas da maneira certa. O caminho está sendo bom e proveitoso.

Todos sentiram muito. A gente convivia com esses meninos. EU mesmo tirei foto com um deles. É claro que foi muito triste para nós. Tentamos não pensar muito. Eles vão ficar nos nossos corações para o resto de nossas vidas.

Estratégia para enfrentar o Americano

Temos que pensar jogo a jogo. Semana vai ser produtiva. Estamos ansiosos para voltar a ganhar e jogar bem. Todos trabalhando bem. Quem o Abel escolher estará capacitado. Independentemente se entrar no primeiro ou no segundo tempo.

g1