Futebol – Vasco chegou à Argentina com a possibilidade de buscar a liderança do grupo 5 da Libertadores, mas se afundou de vez na competição: perdeu por 4 a 0 para o Racing, no estádio El Cilindro, pela terceira rodada. Se não fosse Martín Silva e alguns minutos de lucidez, porém, tudo poderia ter sido pior.

O goleiro uruguaio brilhou três vezes na partida. Com a bola rolando, evitou gol de Lautaro Martínez ainda nos minutos iniciais. Depois, pegou dos pênaltis batidos por Lisandro Lopez – tudo isso só no primeiro tempo. Se não fosse Martín Silva, o Vasco iria para o intervalo perdendo pelo placar final do confronto.

Com Henrique sobrecarregado na lateral, Evander precisou voltar diversas vezes para a defesa para tentar parar os atacantes do Racing. Sem sucesso. Foi o meia, inclusive, que cometeu o primeiro pênalti para o Racing. Ele ainda foi ineficaz em outras tentativas de ajudar na marcação e foi substituído no intervalo por Rildo.

A alteração, porém, também não deu certo. Wagner, que era o melhor homem na criação das jogadas, foi deslocado para ajudar Henrique na marcação, apesar da presença de Rildo. O meia, assim como Evander, cometeu um pênalti – dessa vez, convertido por Lisandro Lopez.

GloboEsporte