Qatar – O Flamengo inicia hoje (17) a sua jornada no Mundial de Clubes e tem pela frente o Al-Hilal (SAU), às 14h30 (de Brasília), no Estádio Khalifa, em jogo válido pela semifinal da competição.

Já habitualmente acostumado aos holofotes, o técnico Jorge Jesus entrou definitivamente no centro das atenções antes de a bola rolar.

Técnico do clube saudita até janeiro deste ano, o Mister nutriu nos últimos dias uma relação que variou entre afagos e alfinetadas nos últimos dias.

O português não cansa de dizer que ele foi o responsável pela montagem do time que levantou a Liga dos Campeões da Ásia, mas isso não corresponde exatamente à realidade. Quando chegou no clube, grande parte do elenco lá estava. O luso pediu as contratações de Giovinco e Gomis, que seguem em Riad. Cuéllar, seu atleta no Fla, chegou depois, assim como o zagueiro sul-coreano Jang Hyun-Soo.

O discurso do rubro-negro em referência à importância do seu trabalho em Riad gerou uma resposta debochada de Razvan Lucescu, atual dono do cargo. O romeno ironizou quando questionado sobre o trabalho de Jesus como o mentor deste time.  

Fonte: Uol