Dorival Júnior explica polêmica com Diego Alves: ‘Achou que voltaria titular’

Por Karol Maia em 18 de novembro de 2021 às 9:06 | Atualizado 18 de novembro de 2021 às 9:06

Brasil – No final de 2018, quando comandou o Flamengo, Dorival Júnior conduziu o time carioca em uma boa arrancada, que deu o vice-campeonato à equipe. Durante esse período, o treinador barrou Diego Alves e escolheu César como titular no gol. O episódio quase fez com que o goleiro, então recém-chegado do futebol espanhol, deixasse o clube.

O treinador explicou que o motivo de preterir Diego Alves foi uma lesão combinada a uma boa sequência do concorrente na posição, César. Dorival Júnior negou que tenha discutido com o camisa 1 do Flamengo em um treinamento, dizendo que entende que o goleiro queria voltar como titular.

“Não teve discussão durante o treino. Eu chamei o Diego Alves e falei que ele não ia jogar. Ele estava voltando de lesão, acho que tinha ficado quatro ou cinco jogos fora da equipe. E o Diego ficou em tratamento. Ele voltou e só fez aquele treinamento na sexta e no dia seguinte a gente viajaria para Curitiba para jogar”, explicou em entrevista ao “Flow Sport Club”.

“Eu falei para ele que ele não ia jogar porque estava voltando e o Diego entendeu que – eu entendo isso – porque ele era o titular da equipe ele voltaria como titular. Como o time estava indo bem, tinha tido uma reação muito boa, acho que quatro vitórias em sequência e o César ainda não tinha tomado gols, achei que fosse um risco desnecessário. O Diego entendeu de outra forma. Basicamente foi isso. Mas eu respeito muito o Diego, é um dos grandes goleiros do futebol brasileiro. Não tem nada de mais nessa situação”, completou

*Com informações Uol

Deixe seu comentário