Corinthians recorre à Vara de Falências para pagar suas dívidas bilionárias

Por Sthefane Campos em 12 de maio de 2022 às 7:22 | Atualizado 12 de maio de 2022 às 7:22

Brasil – É um pouco difícil de entender, mas o Sport Club Corinthians Paulista protocolou um pedido na Vara de Falências e Recuperações judiciais para centralizar as execuções de dívidas cíveis em nome do clube, mas garante que não está falido.

O assunto foi levantado pelo colunista Diego Silva Garcia, do Grupo Folha, e mostra que, em petição enviada ao Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, o clube admitiu operar com finanças em um “cenário caótico” e usou essa própria situação delicada para justificar a montagem de um dos elencos mais caros do país.

A diretoria do Timão culpa a pandemia pelo agravamento de sua crise econômica, estabelecendo que a crise financeira estancou suas substanciais fontes de recebimentos. Os contratos de patrocínio também  tiveram de ser renegociados.

“O Corinthians atravessa delicado momento financeiro, não obstante tenha conseguido erigir robusto time de futebol, com o qual espera receber recursos advindos de premiações desportivas e patrocínios em geral”, fundamenta a petição encaminhada pelo Timão.

Apesar de rejeitar, pelo menos por enquanto, adesão à Sociedade Anônima do Futebol (SAF), o clube admite que as suas dívidas atuais superam a casa dos R$ 900 milhões.

Em resposta ao jornalista Diego Garcia, a assessoria de imprensa do Corinthians enviou uma nota esclarecendo seu ponto de vista sobre o processo.

*Com informações do Metrópoles*.