Os cientistas afirmam que podem predizer se alguém é gay ou hétero, com até 70 por cento de precisão, analisando seu DNA.