Mãe é presa após deixar filhas no carro por 15 horas com calor de 48°c
Manaus - Amazonas - 07:53
23 de Julho de 2019

C/S PI 5577 - EFTIVAÇÃO DE MIDIA/BANNER / CAMPANHA NOVAS MEDIDAS - FASE I / SECOM / PORTAL CM7


Mãe é presa após deixar filhas no carro por 15 horas com calor de 48°c


Entenda o triste caso destas meninas de apenas um e dois anos que foram mortas por maus tratos da própria mãe

A mãe Amanda Hawkins do Texas nos Estados Unidos foi condenada a 40 anos de prisão pela morte de suas duas filhas, Addyson, dois anos, e Brynn, um anoAs meninas morreram após Amanda tê-las deixado por quinze horas em um carro sob um calor de 48° C.

O triste caso ocorreu em junho de 2017 e a condenação de Amanda aconteceu em setembro deste ano, mas só foi revelada publicamente no último domingo (16/12) pelo jornal britânico Daily Mail.

Durante o julgamento, detalhes do terrível caso foram revelados. Segundo o promotor, Amanda deixou as filhas no carro sem água e sem comida por cerca de 10 a 15 horas e com uma temperatura de 48°. Isto fez com que as meninas tivessem uma morte lenta e muito dolorosa.

Ainda de acordo com o promotor, Amanda deixou as filhas no carro enquanto saiu para fumar maconha.

Ela deixou as meninas sozinhas dentro veículo às 2:30 da madrugada e só voltou para retirá-las a tarde quando a temperatura interna do carro marcava 48°.

Ao retirar as meninas, elas já estavam passando muito mal e sofrendo com desidratação e outras complicações.

Mas ao invés de chamar uma ambulância ou leva-las ao hospital imediatamente, Amanda deu um banho nas meninas, trocou as roupas delas e então procurou na internet sobre tratamentos para as filhas.

Amanda só levou as filhas para o hospital no dia seguinte, 8 de junho de 2017, mas elas não resistiram e acabaram falecendo no próprio hospital.

No hospital San Antonio em San Antonio, a mãe ainda tentou encobrir os maus tratos alegando para os médicos que as meninas haviam passado mal após terem cheirado uma flor no parque.

Durante o julgamento do caso, o juiz responsável N. Keith Williams afirmou em sua sentença:“Em nossa comunidade, as pessoas tratam seus animais de estimação melhor do que você tratou suas filhas. Essas menininhas encantadoras ainda estariam aqui se você não tivesse cometido este crime”.

 

Deixe seu like:
Tags:, , ,

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA