Brasil – No início da tarde do último sábado (07), o jornalista Gabriel Perline compartilhou em seu perfil no Twitter uma informação exclusiva, na qual diz que “uma cantora ‘poderosa’ ficou careca há dois meses”.

Sem mencionar o nome de Anitta, o repórter complementou afirmando que o ato não havia sido por saúde, mas por religião, e que a mesma aparece com perucas por este motivo.

Com a repercussão do assunto, a assessoria da cantora emitiu uma nota:

“Devido às especulações na imprensa de que @anitta raspou seu cabelo para cumprir compromissos religiosos, viemos a público afirmar que a informação não é verdadeira. A cantora, praticante do Candomblé, é uma “Ekedi” em sua religião. As Ekedis são suspensas para a iniciação, não precisando raspar a cabeça em sua preparação para servir aos Orixás. Anitta repudia qualquer tipo de intolerância religiosa, seja ela qual for, e acredita que tais especulações retratam um Brasil ainda repleto de discriminação e preconceito religioso. Mais uma vez a bpmcom (empresa de comunicação de assessoria) lamenta que a imprensa não cumpra sua obrigação para com a verdade e apure os fatos antes de publicá-los”, diz o comunicado.