Brasil – Voltou a viralizar a história do morto que soltou “pum” e que deixou pelo menos 9 pessoas hospitalizadas por intoxicação. O fato teria ocorrido na  primeira quinzena de março de 2018, em São Bento II, interior do estado de Pernambuco.

A notícia tem tomado conta das redes sociais novamente, e vem se espalhando por sites e blogs do país.

O senhor estava tendo o velório acontecendo em sua residência e começou a emitir sons que se assemelhavam a puns. O mau cheiro no local foi tão forte que 9 pessoas foram hospitalizadas.

Esse assunto é tão inusitado que um site especializado em desmentir Fake News pesquisou o assunto. O E-Farsas procurou a fundo para descobrir se isso realmente aconteceu e conseguiu apurar os fatos.
Publicidade

A notícia foi publicada inicialmente no site notícias de Guariba que deixa claro que esse acontecimento não passa de uma anedota sem comprovação alguma. Inclusive, a ‘matéria’ foi publicada na seção ‘Histórias que o povo conta’, mas mesmo assim pessoas publicaram o artigo como se ele fosse real, tanto que nem o município São Bento II existe.

Até a foto usada no artigo não é real. O ‘morto’ do caixão é o borracheiro Anastásio Santana que é o ‘morto’ das comemorações de réveillon da cidade de Feira de Santana, na Bahia. A celebração marca o enterro do ano velho com a celebração de uma missa.
Conclusão

Essa notícia informando que um morto soltou puns em seu próprio velório e que acabou levando 9 pessoas ao hospital é mentira. Não tem nenhuma prova de que isso ocorreu de fato, exceto, a anedota popular contada

pelas pessoas.