Sri Lanka – No último dia (03) de julho, um gato traficante conseguiu fugir da prisão um dia depois ser detido. O animal, que ganhou este apelido na imprensa internacional, tentou entrar em uma cadeia na região de Colombo, no Sri Lanka, carregando dois gramas de heroína, uma poderosa droga. Além disso o gato portava um chip de memória e dois cartões SIM, normalmente utilizados para armazenar dados de telefones celulares de tecnologia GSM.

Os policiais suspeitaram de um saco plástico que estava pendurado na coleira do gato. Ao abrirem o mesmo perceberam o conteúdo proibido e deram voz de prisão ao animal. A curiosa cena chamou a atenção de jornalistas locais.

Os traficantes do Sri Lanka estão inventando formas de conseguir “trabalhar”. Isso porque as autoridades policiais intensificaram o combate ao tráfico por determinação do presidente do país, Gotabaya Rajapaksa. Famoso por ter conseguido reduzir a zero os índices de terrorismo no país, ele garante que fará o mesmo com o tráfico de drogas.

Mas não é novidade a utilização de animais por traficantes. Recentemente no Kwait uma pomba foi presa após transportar drogas em uma mochila. Agentes da polícia local estranharam o fato de a pomba sobrevoar sempre o mesmo espaço e em um mesmo horário. Assim decidiram armar uma armadilha para capturar o animal. Depois de muita dificuldade a pomba foi capturada. Ao pegar a pomba os agentes se surpreenderam porque ela carregava uma mochila nas costas. Ao abrirem a pequena mala perceberam 178 pílulas de ecstasy.

 

Fonte: ND+