Brasil – Ter um cachorro filhote chorando em casa é comum. Afinal, depois que ele acabou de ser adotado, tudo se torna estranho. Ele já não tem mais a presença dos irmãos, da mãe e nem daquele ambiente de conforto. Todos estes detalhes farão com que o cachorro sinta-se extremamente triste, sozinho e desesperado. Assim sendo, vamos explicar o que você pode fazer para deixar a situação mais controlada. Acompanhe o texto e tire suas dúvidas.

Cachorro filhote chorando – Dicas para acalmá-lo

Quando o cachorro filhote está chorando, alguns incômodos podem surgir. Seja a sua falta de paciência ou, se você morar em apartamento, a importunação dos vizinhos. Fato que é o primeiro passo para passar por esta nova etapa na sua vida e na vida do cão é entender que isto tudo é normal. Quando está o cachorro filhote chorando, ele tem um motivo. Você notará um desespero por uma série de motivos que, na maioria das vezes, está completamente fora do seu controle. Entretanto, você poderá adotar algumas estratégias e ações que farão com que a situação seja amenizada e, com o tempo, controlada. O primeiro passo, como já citamos, é aceitar. O cachorro filhote chorando é normal. O segundo passo é ter paciência para esperar. Afinal, a adaptação será necessária. E, a partir disso, prover muito carinho, amor e aconchego para o animal. Continue lendo para entender mais sobre esta situação.

Por que o cachorro filhote chora?

Como você já acompanhou até aqui, o cachorro filhote chorando pode ser motivado por uma série de razões. E todas elas estão associadas ao novo lar. A sensação de estranheza, desconhecimento e insegurança fala mais alto. E, quando o cão se vê longe da mãe e dos irmãos, o desespero pode bater em forma de choro e tristeza profunda. Sim, um cão que é retirado de perto da mãe e dos irmãos nas primeiras semanas de vida, pode passar por esta situação difícil. Por isso, o recomendado é que os filhotes fiquem no seu primeiro lar até serem mais velhos. De preferência, até terminarem de mamar. Mas muitas vezes, não é isto que acontece. O que não é saudável para o aspecto mental e psicológico do animal. Entretanto, quando isto acontece, você pode tomar uma série de atitudes para prover um pouco mais de conforto ao seu melhor amigo. Estas atitudes estão, na maioria delas, relacionadas ao tratamento que ele receberá na nova casa. Acompanhe.

Como acostumá-lo longe da mãe

Acostumar um cachorro filhote chorando a viver longe da mãe pode parecer uma tarefa interminável. Mas não é. Um dos fatores que você mais precisará levar em consideração, é que ele é um animal e precisará de tempo para se adaptar. Desta forma, separamos uma série de dicas para que você consiga ter o seu melhor amigo ao seu lado de forma plena e feliz.

Prepare a sua casa de forma estratégica

Quando você for receber o seu novo morador, precisará preparar a casa de uma forma estratégia. Antes de mais nada, é importante designar um espaço que seja exclusivo para o habitat do cachorro. Este procedimento fará com que, com o passar do tempo, você tenha mais autoridade para adestrá-lo e educá-lo para viver em sociedade.

Assim sendo, estipule um espaço para o cachorro filhote. Neste espaço, coloque a comida e a cama dele. De preferência, ofereça bastante cobertores e tecidos para que ele possa ficar mais acalorado durante a noite.

Outro ponto importante é mantê-lo preso por um tempo neste ambiente. Assim ele se acostumará muito mais fácil ao local, pois a desconfiança do lar novo será limitada aquele espaço. Ou seja, assim que ele entender que nada ali poderá fazer mal, é sinal que o equilíbrio emocional está funcionando.

Entretenimento é fundamental

Depois de preparar a casa e designar um canto somente para o filhote, é hora de pensar nas brincadeiras. Vale lembrar que um dos principais motivos e momentos do choro, é a hora que você vai dormir. Ou seja, de noite. Esta é mais uma conclusão de que ele está se sentindo sozinho. Assim sendo, proporcione um ambiente que tenha brinquedos e uma série de objetos que ele possa ficar entretido enquanto está sozinho. Durante o dia ele acabará, de uma forma ou de outra, interagindo com os objetos. E, a partir deste momento, ele notará que poderá brincar com aquilo. Ou seja, é algo que ele irá ficar completamente entretido e nem verá o tempo passar. E assim, converte-se em uma ótima alternativa para fazê-lo sentir-se em casa com o passar do tempo. Outro ponto importante é você brincar com ele. Além dos brinquedos disponíveis no canto dele, é importante que você demonstre presença e brinque com o filhote. Isto fará ele lembrar dos irmãos e o deixará mais calmo.

Faça seu cachorro sentir-se amado

Um dos pontos mais importantes deste processo é, acima de tudo, fazer o cachorro sentir-se amado. Afinal, cachorro filhote chorando é sinal de carência também. Como falamos anteriormente, a partir do momento que o animal é desligado da mãe, dos irmãos e do lar, uma solidão enorme invade os sentimentos dele. Isto não tem como evitar. Mas tem como ser compensado. Por isso, não hesite em dar atenção e amor ao filhote. Faça-o sentir que está tudo bem, que você está ali e que neste ambiente ele pode ficar tranquilo. Cães são movidos a sentimentos. Bons e ruins. Portanto, proporcione felicidade em forma de carinho e eles serão muito mais felizes.

Cuidado para não deixá-lo mal-acostumado

Existe uma linha extremamente tênue entre deixar o cão feliz e deixar ele mal-acostumado. Você precisará saber dosar estas atitudes para que, no futuro, ele não seja mimado. Acredite, isto pode acontecer. E muitas vezes pode ser muito cruel ter que abandonar o cachorro e deixa-lo chorando no canto. É de partir o coração. Mas, é para o bem dele. É importante entender que se o cachorro for acostumado a ter a sua presença sempre que ele estiver chorando, dificilmente você conseguirá reverter a situação. Ou seja, ele entenderá que se ele chorar, você estará lá para acudir. Entretanto, isto pode se estender e ultrapassar os limites da estranheza da casa nova e pode ir para a vida jovem e adulta. O que é um grande problema.

Portanto, sempre busque equilibrar esta situação. É claro que você deve acudi-lo quando ele estiver chorando, mas não todas as vezes. É importante que ele entenda que nada de mal irá acontecer. E isto somente será possível a partir do momento que ele perceber isto sozinho. Ou seja, deixá-lo chorando.

É importante também tomar cuidado para não ser negligente. Caso este problema persista por muito tempo, pode ser que o filhote tenha algum problema físico. E uma visita ao veterinário pode ser importante.

Use a técnica do relógio

Um dos fatores que faz o filhote sentir-se bem é sentir a presença da mãe. E isto muitas vezes é conseguido através das batidas do coração. Isso mesmo, o filhote ouve o coração da mãe e sente-se confortável.

E você pode proporcionar uma situação semelhante caso ele esteja chorando muito. Com a ajuda de um relógio, você poderá criar um ambiente acolhedor perto do filhote. Pois com as batidas dos ponteiros, ele poderá assimilar as batidas do coração da mãe e, assim, ficar mais calmo.

Nunca deixe-o sem comida ou água

Esta dica é clichê mas nunca é demais relembrar, não é? Deixar o cachorro sem água ou comida pode fazer com que ele fique ainda mais desesperado. Afinal, imagine a situação de quem foi afastado da mãe e irmãos, foi parar em um lugar estranho que sequer tem comida. Difícil, não é? Portanto, encher o pote de ração mesmo que não esteja completamente vazio é de suma importância. Cuide bem do seu cãozinho.

Paciência será a sua melhor aliada

Como falamos no decorrer do texto, a paciência será a sua maior aliada. O mais importante, é entender que o cachorro filhote chorando é uma consequência de uma atitude que pode ser corrigida e reparada com o tempo. Proporcione o melhor lar, com o maior conforto e aconchego que você puder. Isto é tudo que você pode fazer para que o seu novo mascote fique bem com o passar do tempo. O mais importante é dar tempo ao tempo. Você verá que ao longo das semanas, os choros irão diminuir. Quando isto acontecer, você já poderá apresentar o filhote ao restante da casa. E caso não aconteça, nunca hesite em procurar um profissional para auxiliar no processo de adaptação. Boa sorte!

 

Fonte: Portal do Dog