Mundo – Dois anos atrás, Jubilee foi abandonada por um criador que alegava dificuldade para vender a husky siberiana. O motivo, dizia ele, era o “olhar esquisito” da cadela, que afastava os compradores.

Jubilee acabou na Husky House abrigo para animais em Nova Jersey (EUA). A cadela, de 4 anos, não atraía interessados em adotar. Então, a direção do abrigo decidiu lançar campanha para conseguir um lar para o animal. O apelo foi feito em primeira pessoa:

“Huskies são cães de aparência majestosa e eu não sei por que não pareço com eles. Eu queria ser bonita para que alguém quisesse que eu fosse seu cão. Eu gosto de outros cães, mas não gosto de gatos. Eu amo as pessoas, mas sou um pouco tímida porque as pessoas riem da minha aparência. Ninguém quer um husky engraçado? Eu gostaria de ter uma família própria que pudesse me amar, mesmo que eu não seja bonita.”