Denúncia: Empresários estão sendo obrigados a pagar propina para "apadrinhado" de Pauderney na Seduc - Portal CM7
 
Manaus, 17 de dezembro 27 ºC Tempo nublado
Mercado financeiro
DólarR$ 3,308 -0,85%
EuroR$ 3,8704 -0,12%
 
 
Home / Colunas / Subindo e Descendo do Salto / Denúncia: Empresários estão sendo obrigados a pagar propina para “apadrinhado” de Pauderney na Seduc

Denúncia: Empresários estão sendo obrigados a pagar propina para “apadrinhado” de Pauderney na Seduc

Da redação | 22/11/2017 09:42

Fornecedores de bens e serviços da Secretaria de Estado de Educação (SEDUC), estão insatisfeitos e denunciam que estão sendo obrigados a pagar propina para o gerente de contratos de reforma e manutenção da Seduc (Gemam), Sérgio Pimentel. Segundo os empresários, aqueles que não “doam” um percentual do valor do serviço para o gerente da Seduc, não recebem seus pagamentos nem com reza braba.

Segundo reportagem do Portal Radar Amazônico, o gerente da Seduc, Sérgio Pimenta é dono de um posto de lavagem de carros, no bairro Vieiralves. O site diz ainda que a indicação de Sérgio para ocupar o cargo de gerente na Seduc, foi feita por um sobrinho do deputado Federal Pauderney Avelino, Henrique Medina.

Pauderney volta operar na área da educação, mesmo após ter sido condenado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE/AM) por superfaturamento de aluguéis de prédios onde funcionavam escolas da Rede Municipal de Ensino de Manaus. O Deputado, junto com outro ex-secretário municipal de educação, Mauro Lippi, foram condenados a devolver quase R$ 9 milhões aos cofres municipais. O processo está em fase de recursos.

O negócio de Pauderney Avelino passou de aluguel de prédio para reforma e manutenção. O serviço caiu como uma luva para ele, já que é dono de construtora e seu sobrinho Henrique Medina também tem negócios no setor.

Só falta descobrir quais os interesses de Pauderney e Henrique em transformar o dono do lava jato em gerente de contratos de obras da seduc.

Delator da Lava-Jato disse que não tem cara mais corrupto que o Pauderney Avelino

Em conversa gravada com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), no dia 11 de março de 2016, o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado critica diversos políticos, mas faz menção especial ao líder do DEM na Câmara dos Deputados, Pauderney Avelino, de Amazonas.

No diálogo, Sérgio Machado mostra repúdio à falsa moral do democrata. “Como que você tem cara de pau, Renan, aquele cara Pauderney que agora virou herói. Um cara mais corrupto que aquele não existe, Pauderney Avelino”.

Fonte: Observatório Manaus

{{post.date}}

 


Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA