Sem vergonha na cara, Prefeitura de Presidente Figueiredo oferece mixaria à profissionais da Saúde

Por Almeida em 25 de março de 2021 às 12:52 | Atualizado 25 de março de 2021 às 12:52

Amazonas – Após a Prefeitura Municipal de Presidente Figueiredo abrir um Processo Seletivo (PSS), para profissionais da saúde, através da Secretaria Municipal de Administração, o Conselho Regional de Enfermagem do Amazonas (COREN) entrou na justiça pedindo que seja ajustado o valor salarial dos enfermeiros e técnicos de enfermagem. Segundo o Conselho, o valor oferecido pela prefeitura não cobre as necessidades básicas dos trabalhadores.

O Processo Seletivo teve o edital publicado na última terça-feira (23), e oferta para os enfermeiros o salário de R$2 mil, e para os técnicos o valor de R$1.222,28, ambos com a carga horária de 40h semanais.

De acordo com o COREN, o valor ofertado e a carga horária é injusta, visto que muitos dos inscritos no processo sairão da capital para trabalhar no município, e o valor de R$2 mil, ou R$1.222,28, não é suficiente para atender a necessidade básica do profissional, como pagar moradia e alimentação.

O ofício ainda cita que a carga horária de 40h semanais deixará os profissionais exaustos e mais suscetíveis a erros.

Por fim, o COREN pede que seja ajustado o valor do salário dos enfermeiros de R$2 mil  para R$4.500, e o dos técnicos de enfermagem passem de R$1.222,28 para R$2 mil. Além de reduzir a carga horária para 30h semanais.

Até o momento não houve posicionamento por parte da Prefeitura de Presidente Figueiredo sobre o assunto.

Para visualizar os documentos completos, clique nos links abaixo.

Processo Seletivo Simplificado

Coren impugnação

Deixe seu comentário