Amazonas – Não é de hoje que o nome de Anderson José de Souza (PP), prefeito de Rio Preto da Eva (a 80 quilômetros de Manaus),  é mencionado em problemas envolvendo seu mandato, desta vez o Ministério Público Eleitoral pede que o gestor do município seja impedido de disputar à reeleição. 

Segundo o MP,  Anderson encontra-se inelegível, haja vista que foi condenado à suspensão de seus direitos políticos, no Processo nº 004201-87.2011.4.01.3200 no Tribunal Regional Federal (TRF1), que apurava ações de enriquecimento ilícito, o ato de improbidade administrativa teria ocorrido no dia 20 de abril de 2018.

Desta forma o MPE solicita que o prefeito fique fora das eleições de 2020.

Leia o documento na íntegra clicando aqui.