Manaus – Três ex-secretários de Estado compareceram, na manhã desta quarta-feira (7), na sede da Justiça Federal, em Manaus, para o segundo dia de depoimentos referentes a um processo da operação Maus Caminhos, que investiga desvios de recursos da saúde pública do Amazonas. Estiveram presentes os ex-secretários da Saúde, Pedro Elias e Wilson Alecrim, e o ex-secretário da Casa Civil, Raul Zaidan.

O primeiro a chegar foi Pedro Elias, às 8h34. Poucos minutos depois os outros dois ex-secretários chegaram. O ex-governador do Amazonas, José Melo, era esperado para depor nesta manhã, mas deve ser o último a ser ouvido, até o fim do dia.

Nesta quarta também devem ser ouvidos Afonso Lobo, ex-secretário de Estado da Fazenda, e José Melo, que teve o cargo de governador cassado em 2014.

O grupo foi investigado durante a operação Maus Caminhos que, em 2016, desarticulou um esquema de contratos firmados com o governo do estado para a gestão de três unidades de saúde no Amazonas. A gestão dos locais era feita pelo Instituto Novos Caminhos (INC), instituição qualificada como organização social.

As investigações que deram origem à operação e demonstraram que dos quase R$ 900 milhões repassados, entre 2014 e 2015, pelo Fundo Nacional de Saúde (FNS) ao Fundo Estadual de Saúde (FES), mais de R$ 250 milhões teriam sido destinados ao INC.

A apuração indica o desvio de R$ 50 milhões em recursos públicos, além de pagamentos a fornecedores sem contraprestação ou por serviços e produtos superfaturados, movimentação de grande volume de recursos via saques em espécie e lavagem de dinheiro pelos líderes da organização criminosa.

Fonte: G1