Humaitá – A Justiça deferiu o pedido do Ministério Público do Amazonas (MPAM) e determinou o pagamento de multa de R$ 100 mil pela Amazonas Energia por dois dias de racionamento impostos à população de Humaitá, no interior do Amazonas, na quarta-feira (11).

Por meio de nota, a Amazonas Energia informou que precisou realizar alívio de carga em alguns bairros do município de Humaitá devido a problemas em grupos geradores da termelétrica do município desde a última terça-feira (10).

“Técnicos já se encontram no local para realizar os reparos necessários nos grupos geradores, com objetivo de reforçar o atendimento. Está sendo providenciado o envio de três unidades Geradoras oriundas de Manicoré, com a chegada prevista a Humaitá nesta sexta-feira (13) sendo instalados no sábado (14), para que o parque gerador tenha um acréscimo de 15% em sua oferta e assim uma maior confiabilidade no sistema”, informou a concessionária.


Ainda conforme a Amazonas Energia, alívios de cargas estão sendo realizados alternadamente de forma a minimizar os transtornos, ocorrendo em forma de rodízio em diferentes partes da cidade, no período entre 12h e 3h da madrugada. Uma hora por vez.

No dia 11 de setembro, o MP-AM informou que recebeu um ofício Câmara Municipal de Humaitá pedindo providências quanto às quedas no fornecimento de eletricidade, problema que, segundo os vereadores, se tornou mais grave nos últimos dois dias, atingindo vários bairros da cidade.