Glória Carrate é derrotada pela vontade do povo e sacolas plásticas voltam a ser gratuitas em Manaus

Por Letícia Souza em 6 de outubro de 2021 às 18:04 | Atualizado 6 de outubro de 2021 às 18:04

Manaus – A notícia de que os comércios de Manaus passariam a cobrar por sacolas plásticas definitivamente não repercutiu de forma positiva na capital amazonense. O projeto, de autoria da vereadora Glória Carrate (PL) e do vereador Fransuá (PV), até chegou a ser aprovado, mas foi derrubado nesta quarta-feira (6).

A alteração foi proferida pelo líder do prefeito David Almeida na Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Marcelo Serafim. A justificativa apresentada é de que há a necessidade de “aperfeiçoar o PL, no sentido de implementar políticas públicas que tenham como objeto a proteção ao meio ambiente”. 

Ainda de acordo com a emenda, a decisão deve valer por um ano, período em que serão estabelecidas campanhas direcionadas à conscientização dos manauaras no que se refere ao uso excessivo e descarte indevido do plástico.

Leia documento, na íntegra: 

Emenda do PL 550/2021

População atenta

A modificação no projeto revelou a mobilização do povo em não mais aceitar sem reações leis que o prejudique. A ação da ‘tia da sopa’ foi considerada repleta de objetivos escusos, tencionando beneficiar proprietários de supermercados que formam alianças e estabelecem verdadeiros cartéis na cidade.

Vista nos bairros populares somente em época de eleição, Glória Carrate, na prática de seu mandato, possui interesses estritamente pessoais. Dessa vez, porém, a parlamentar foi derrotada pela vontade do povo, que é supremo.

Leia também:

“Tia da sopa” vereadora Glória Carrate reaparece depois de quatro anos para as eleições 2020

Glória Carrate cria Lei que prejudica os menos favorecidos e viabiliza formação de cartel para empresários

Deixe seu comentário