Equipamentos devem fornecer água a pelo menos 11 mil casas. Três carros pipa também foram enviados pelo Governo
 
 
Os cinco geradores enviados pelo Governo do Amazonas ao município de Manacapuru já começaram a funcionar. Por determinação do governador Wilson Lima, a Defesa Civil do Estado instalou os equipamentos em estações de captação e distribuição de água e em poços artesianos para restabelecer o fornecimento de água, quase 11 mil residências. 
 
Além disso, três carros-pipa enviados pelo Estado também abasteceram famílias na zona rural do município.
 
Os geradores chegaram ao município durante ontem (24/07). O governador intensificou o apoio do Estado após uma reunião realizada com prefeitos dos municípios atingidos pela falta de energia elétrica e com dirigentes da Amazonas Energia.
 
“Nós montamos um grupo de acompanhamento formado pela Defesa Civil, Procon Amazonas, Secretaria de Segurança Pública, Casa Civil e Casa Militar para que nós pudéssemos acompanhar de perto o desenrolar de toda essa situação e temos tomado providências também”, ressaltou Wilson Lima.
 
Com o acompanhamento da Defesa Civil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, os cinco geradores foram instalados em diferentes pontos da cidade. Dois deles ficaram nas estações de captação e distribuição de água do município, que atendem a maioria da população na cidade. Outros três foram distribuídos em poços subterrâneos. Ao todo, eles devem levar água a 10.847 casas em Manacapuru.
 
“O que observamos é que o maior impacto, além da falta de energia, era o consumo de água inapropriada. Então os nossos esforços ficaram voltados ao reestabelecimento do fornecimento de água potável”, disse o tenente-coronel Clóvis Araújo, coordenador das ações da Defesa Civil no município. Ele ressaltou que os geradores têm capacidade para atender cerca de 30% do fornecimento que é feito pelas estações de captação e distribuição. No caso dos poços profundos os geradores têm a capacidade de atender em torno de 40% do município.
 
Zona rural – Em comunidades da zona rural de Manacapuru, a água chegou através de três carros pipa enviados também pelo Governo do Estado e por geradores menores fornecidos pela prefeitura da cidade e pela Amazonas Energia.
 
Na casa da autônoma Rosivânia da Costa Amorim, de 35 anos, o fornecimento de água estava cortado desde sexta-feira (19/07). Ela, que mora na comunidade Bela Vista, na zona rural, e está recebendo água através dos carros pipa.
 
“Muito importante pra nós, se não fosse isso nós estávamos bastante aperreados aqui, não sabendo o que fazer. Já estava aqui quase pra chorar, pra endoidar e com essas crianças aqui sem ter onde tomar banho, sem ter onde lavar roupa, mas graças a Deus, um alívio grande pra nós”.
 
Saúde – Além dos geradores, a Defesa Civil em parceria com a Secretaria de Saúde do Estado (Susam) e com a Fundação de Vigilância em Saúde do Estado (FVS-AM), enviaram medicamentos e hipoclorito de sódio para a purificação da água nos os municípios atingidos.
 
“Conseguimos, junto com a prefeitura, colocar o hospital funcionando perfeitamente sem nenhuma restrição, e isso foi uma ação direta da Defesa Civil quanto do município para poder continuar prestando atendimento à população. Também na área de saúde, o nosso secretário articulando com a secretária do estado conseguiu, junto à FVS, a disponibilidade de seis mil frascos de hipoclorito que está sendo distribuído à população para que se tenha, com isso, controle em decorrência das possíveis doenças vinculadas por meio hídrico”, explicou o tenente-coronel Clóvis Araújo.