Exclusivo: irmãs Lins processam Leandro Hassum em R$100 mil após serem chamadas de ‘burras’ em rede nacional

Por Almeida em 24 de fevereiro de 2021 às 15:56 | Atualizado 24 de fevereiro de 2021 às 18:08

Manaus (AM) – Após o escândalo envolvendo a vacinação das médicas Isabelle e Gabrielle Lins repercutir em todo o país, o humorista Leandro Hassum comentou durante o programa Encontro com Fátima Bernardes, a acusação de que as médicas furaram a fila em Manaus. Agora, as irmãs pedem na justiça que Hassum pague uma indenização no valor de R$100 mil por ter falado sobre o assunto em rede nacional.

 

Em 22 de janeiro, Fátima apresentou a reportagem sobre a vacinação na capital amazonense e perguntou de Leandro o que ele achava, e ele disse:  “Quando eu vejo quando posta, eu já acho burra. Primeira coisa que vem é que é burra. Se quer fazer besteira, pra quê que posta? Olha eu fazendo besteira aqui, gente! Acho um absurdo, Fatima”, expôs o humorista.

Veja vídeo:

Após o trecho do programa viralizar, Isabelle e Gabrielle Lins entraram com uma ação de indenização por danos morais contra Leandro Hassum. O Portal CM7 teve acesso ao processo movido contra o humorista, onde segundo as gêmeas, Leandro se deixou manipular por relatos distorcidos da imprensa, sem se aprofundar de fato no que aconteceu, e acabou prejudicando as mesmas com o comentário.

As médicas usam como defesa que acima de tudo são profissionais da saúde, e que o Poder Público que deveria ter organizado a fila da vacinação. Logo, as mesmas não se consideram erradas em momento algum. Diante dos pontos abordados, Isabelle e Gabrielle Lins pedem que Leandro pague para cada uma delas o valor de R$50 mil e ainda se retrate publicamente nas redes sociais sobre o ocorrido.

Até o presente momento, contudo, não houve defesa por parte de Leandro, no entanto este tem até o dia 18 de março para constituir um advogado e apresentar a sua contestação, tendo em vista que não há audiência de conciliação marcada.

O processo foi protocolado na última sexta-feira (19/02), sob o número 06172091020218040001. Os advogados das autoras do processo pediram segredo de justiça, afirmando que não há necessidade de mais exposição sobre o assunto, mas a justiça indeferiu o pedido na última segunda-feira (22/02).

Entenda o caso:

Escândalo: Fantástico expõe a Prefeitura de Manaus no esquema fura-fila da vacina contra a Covid; veja vídeo

Sem medo da cadeia, irmãs Lins recebem a 2ª dose da vacina CoronaVac em Manaus

Após ignorarem a Justiça e tomarem a 2ª dose da vacina, gêmeas ‘fura-filas’ são exoneradas em Manaus

 

Deixe seu comentário