Amazonas- Na manhã desta sexta-feira (23), o prefeito de Manacapuru, Beto D’Ângelo teve o pedido de impeachment protocolado na Câmara Municipal de Manacaru. O prefeito é denunciado por não-prestação de contas anuais ao Tribunal de Contas Eleitoral do Amazonas (TCE-AM), referente ao ano de 2019, e por uma possível fraude na licitação da empresa P. DE. S. ANDRADE EIRELI – EPP, dos empresários Pauliane de Souza Andrade e Amiraldo Pereira da Costa, que é tido como braço direito do Prefeito. Estas são as denuncias expostas no relatório de impeachment, e serão apuradas pelos vereadores.

A denúncia foi protocolada às 9h30 de hoje (23), e segundo a legislação, deve ser lida em plenário e votada na primeira sessão realizada, caso o contrário, implicará ao Presidente da Câmara, vereador Sassá Jefferson, a responder a um possível crime de prevaricação (art. 319 do Código Penal).

Em vídeo, advogado Euler Carneiro tem a expectativa de que a câmara leia a denúncia ainda nesta próxima segunda-feira (26), e aponta que vai vistoriar de perto o caso. “Senhor presidente, o senhor não vai sentar em cima disso aqui”, diz Carneiro, apontando para o relatório que contém 130 páginas.

 

Uma vez deflagrado o processo de impeachment contra o Prefeito, pelo voto de, no mínimo, dois terços dos vereadores, será instaurada a Comissão Processante e será o Prefeito imediatamente afastado das suas funções.

Veja parte do pedido na íntegra clicando no arquivo abaixo:

IMPEACHMENT PDF (1)