Durante meus atendimentos médicos é muito comum encontrar pacientes que descobrem ser diabéticos. Quando me relatam sintomas como sede excessiva, micção frequente, fome, pele seca, cansaço e visão turva. Imediatamente avalio a idade do paciente e se o seu peso está controlado, imediatamente realizo um exame rápido de glicemia e o resultado confirma o diagnóstico: diabetes.

O açúcar muitas vezes é apontado como principal causador da diabetes tipo 2, ou seja, quando acomete o paciente em alguma período da vida. O consumo excessivo de açúcar acabou sendo relacionado com o surgimento de doenças cardíacas, obesidade e diabetes.

Se você quer uma resposta rápida para essa pergunta, então saiba que a ingestão de açúcar não causa diabetes diretamente. Porém, existe sim uma forma como o consumo em excesso dessa substância pode contribuir para o surgimento dessa doença.

Enquanto a diabetes tipo 1 se trata de uma condição autoimune, na qual o corpo do paciente ataca suas próprias células produtoras de insulina, a diabetes tipo 2 é desenvolvida quando se acumulam alguns fatores como a herança genética, o sedentarismo e a obesidade. E como você bem sabe, uma das causas da obesidade é uma alimentação inadequada – por exemplo, uma ingestão excessiva de açúcar. Quem consome muito açúcar, acaba acumulando muitas calorias e estocando essas calorias como gordura no corpo, podendo levar a um quadro de sobrepeso e obesidade. Além disso, outros fatores são condicionantes:

Ter mais de 45 anos;

Apresentar histórico familiar da doença;

Sofrer diabetes gestacional;

Estar com a glicemia elevada ou ser resistente à insulina;

Ser hipertenso;

Não se exercitar;

Apresentar desequilíbrio nas taxas de colesterol.

Isso significa que, diferente da diabetes tipo 1, que a pessoa já nasce diabetica, a diabetes tipo 2 tem como causa alguns fatores sobre os quais nosso estilo de vida exerce grande influência — daí a importância de manter uma rotina de atividades físicas, fazer uma dieta saudável e se submeter regularmente a exames laboratoriais. EVITE o consumo de alimentos com açúcar adicionado, como refrigerantes, sucos industrializados, bolachas e doces em geral, e reduza a ingestão de carboidratos com alto índice glicêmico, como os derivados da farinha branca.

Dê preferência a alimentos como pão integral, cereais integrais, frutas, verduras, legumes e carnes magras, que fornecerem os nutrientes necessários ao bom funcionamento do nosso organismo e prolongam a sensação de saciedade. Um docinho, vez ou outra, não faz mal, mas não pode vurar rotina.

A Associação Americana do Coração recomenda que os homens consumam no máximo 9 colheres de chá (36 gramas) de açúcar por dia, correspondentes a 150 calorias. Para as mulheres, a recomendação é de até 6 colheres de chá (25 gramas) por dia, ou 100 calorias provenientes do açúcar.

Portanto, os maiores causadores de diabetes são os maus hábitos. Comece hoje!

@drewertonwanderley