Precisamos de relacionamentos? - Portal CM7 - Notícias de Manaus e Amazonas
Manaus - Amazonas - 04:40
19 de Junho de 2019

Topo


Precisamos de relacionamentos?



Olá, como está o seu dia? Espero que em constante evolução.

Eu sou Jhones Silveira, graduado em Direito, Pós-Graduando em Gestão de Pessoas e Coaching, Master Coach formado pelo IBC – Instituto Brasileiro de Coaching, tenho 29 anos, casado com a linda Anna Paula, faço parte do Instituto Ir Além e a partir de hoje me apresento a vocês como colunista no portal CM7.

Nos encontraremos semanalmente e falaremos um pouco mais sobre relacionamentos, esse foi o nicho que mais tive interesse e afinidade para trabalhar e ajudar a sociedade. A vida e Suas Relações é a coluna por onde juntos aprenderemos como lidar com pessoas e termos relacionamentos saudáveis.

Teremos um relacionamento através do Coaching, que vai te auxiliar a desenvolver habilidades e competências, identificar pontos de melhoria, vencer limitações, aumentar a autoconfiança, definir metas e objetivos e assim, alcançar resultados extraordinários, seja em âmbito pessoal ou profissional e, em todos esses âmbitos, temos que lidar com pessoas, ter relacionamentos.

Relacionamentos…isso é algo que você teve desde que nasceu, tem até hoje e continuará tendo até seus últimos suspiros. Você se relacionou com seus pais, seus irmãos, seus vizinhos, amigos de escola, com as primeiras paqueras, professores, com Deus, com o Universo, consigo mesmo. Consegue entender a importância de saber lidar com isso?
Freud diz que nós somos seres relacionais. Em praticamente todas as situações da vida estamos rodeados de pessoas e, muitas vezes, dependemos do outro para obter crescimento tanto pessoal, quanto profissional. Manter um bom relacionamento interpessoal, no entanto, nem sempre é fácil. Exige constante compreensão para lidar com a opinião e comportamento daqueles com quem precisamos manter contato, e, ao mesmo tempo, demanda muito controle sobre nossos próprios sentimentos e atitudes.

É através de relacionamentos que temos a descoberta de sentimentos, a gratidão, o amor, o medo, a saudade. Infelizmente a dificuldade que temos de lidar com relacionamentos, nos causam dores enormes e até traumas, mas a partir do momento que aprendemos a lidar com isso, teremos alegria e crescimento diário.

Ao começar a falar sobre relacionamento, me vem à cabeça uma história contada em 1851, pelo filósofo alemão

Arthur Schopenhauer que diz o seguinte:
“Durante uma era glacial, muito remota, quando o Globo terrestre esteve coberto por densas camadas de gelo, muitos animais não resistiram ao frio intenso e morreram indefesos, por não se adaptarem as condições do clima hostil. Foi então que uma grande manada de porcos-espinhos, numa tentativa de se proteger e sobreviver começou a se unir, a juntar-se mais e mais. Assim cada um podia sentir o calor do corpo do outro. E todos juntos, bem unidos, agasalhavam-se mutuamente, aqueciam-se, enfrentando por mais tempo aquele inverno tenebroso. Porém, vida ingrata, os espinhos de cada um começaram a ferir os companheiros mais próximos, justamente aqueles que lhes forneciam mais calor, aquele calor vital, questão de vida ou morte. E afastaram-se, feridos, magoados, sofridos.
Dispersaram-se por não suportarem mais tempo os espinhos dos seus semelhantes. Doía muito…

Mas, essa não foi a melhor solução: afastados, separados, logo começaram a morrer congelados. Os que não morreram, voltaram a se aproximar, pouco a pouco, com jeito, com precauções, de tal forma que, unidos, cada qual conservava uma certa distância do outro, mínima, mas suficiente para conviver sem ferir, para sobreviver sem magoar, sem causar danos recíprocos. Assim, aprendendo a amar, resistiram à longa era glacial. Sobreviveram.”

Como seres relacionais, dependemos de relacionamentos para sermos quem somos. Precisamos aprender a não ferir nem sermos feridos, precisamos saber cuidar dos nossos relacionamentos.

E nós, como temos reagido aos nossos relacionamentos? Valorize a vida e suas relações.

Jhones Silveira-Master Coach formado pelo IBC – Instituto Brasileiro de Coaching

Deixe seu like:

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA