Manaus – O médico Mouhamad Moustafa, líder de uma quadrilha que desviou mais 106 milhões de recursos públicos da saúde em governos estaduais, será liberado da prisão na manhã desta sexta-feira (7), através da progressão de pena, solicitação feita pela defesa.

A soltura de Mouhamad foi concedida nesta quinta-feira (6) através de um habeas corpus impetrado no Superior Tribunal de Justiça (STJ), pelo advogado Ravik de Barros Bello Ribeiro.

Saindo do Centro de Detenção Provisória (CDPM II), o criminoso deverá receber uma tornozeleira eletrônica para ser monitorado.

Preso desde 2016, Mouhamad foi condenado a nove anos e dois meses de prisão.

O pedido da progressão da pena apresentou que a alimentação de Mouhamad na cadeia tem prejudicado a saúde dele, que inclusive teve uma perda de peso considerável nos últimos dois anos de prisão.