Sem ter o que comer, moradores de Humaitá desenterram frango congelado descartado em lixão

Por Thiago Quara em 14 de janeiro de 2022 às 8:05 | Atualizado 14 de janeiro de 2022 às 8:11

Amazonas – A população de Humaitá (distante 591 quilômetros de Manaus), invadiu o lixão do município na quarta-feira (12) para desenterrar cinco toneladas de frango estragados que haviam sido apreendidos pela Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (ADAF) por estarem sem nota fiscal e sem refrigeração adequada para consumo, com grave risco à saúde.

Circula nas redes sociais um vídeo que mostra os moradores da cidade em escavação no lixão em busca da carga estragada de frango.

De acordo com informações, a carga saiu de Rondônia com destino a Canutama, mas devido irregularidades foi apreendida na barreira fiscal de Humaitá. A prefeitura do município então abriu uma vala para despejar os alimentos seguindo recomendação técnica, mas a notícia logo se espalhou na cidade e horas depois o lixão começou a receber diversas famílias que recolheram sacolas de carne de frango.

A Adaf alerta que qualquer produto de origem animal que esteja fora da temperatura de armazenamento tem alto risco de causar infecção alimentar, com dores e desconfortos abdominais, náuseas, vômitos, diarreia e febre, entre outros sintomas.

O Hospital Regional de Humaitá emitiu um comunicado afirmando que iria ficar em alerta para um surto da infecção.

Com informações AM Post 

Deixe seu comentário