Manaus – Em alusão ao Dia Nacional do Surdo, comemorado neste sábado (26/09), a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) promoveu uma palestra com o primeiro mestre surdo formado pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Hamilton Rodrigues. O evento aconteceu nesta sexta-feira (25/09) e foi voltado para os servidores do Núcleo da Pessoa com Deficiência (Núcleo PcD) da Sejusc.

Na palestra, o mestre contou sobre sua trajetória e os desafios encontrados na formação acadêmica até se tornar mestre em Línguas. Hamilton é formado em Pedagogia com pós-graduação em Libras, além de pós em Educação Especial, em Curitiba (PR). Em 2011, passou em concurso público para atuar como professor da Ufam e, depois de cinco tentativas, conseguiu ser aceito como aluno do mestrado.

Segundo o titular da Sejusc, William Abreu, a história do professor Hamilton é um grande exemplo a ser seguido porque, mesmo com as barreiras e o preconceito imposto pela sociedade, por meio da educação ele conseguiu um lugar de destaque.

De acordo com a secretária executiva dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Lêda Maia, o objetivo da ação é incentivar os servidores por meio de histórias de superação.

“A história do professor e mestre Hamilton é uma lição de vida. É o primeiro professor surdo a se tornar mestre. A intenção é que ele compartilhe não só a conquista, mas a dificuldade, perseverança que ele teve para conseguir alcançar e realizar o seu sonho. Isso vai ser de grande importância para os nossos colaboradores entenderem a necessidade da inclusão das pessoas com deficiência e até motivação pra eles, porque todos nós conseguimos o que a gente almeja se nos esforçarmos”, disse a secretária.

Hamilton agradeceu todo o apoio que recebeu do corpo docente de professores da Ufam. “A gente sabe que o grupo de ouvintes estavam todos ali em uma área de conforto que era deles, porém eu, como surdo, precisava defender a minha tese toda em língua de sinais, enquanto o intérprete fazia a vocalização. Foi um momento complicado, mas eu consegui”, descreveu o mestre.

Palestra – O evento reuniu servidores do órgão em comemoração ao Dia Nacional do Surdo, propondo a reflexão e o debate sobre os direitos e a luta pela inclusão das pessoas surdas na sociedade.

Os surdos constituem 3,2% da população, ou seja, aproximadamente 5,8 milhões de brasileiros, segundo dados de 2019, do Ministério da Saúde.

* Com informações da Assessoria