O secretário de Estado de Educação em exercício, Luis Fabian Barbosa, apresentou, na tarde desta quinta-feira (23/07), a proposta do “Plano de Retorno às Atividades Presenciais” da rede estadual de ensino aos representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas (Sinteam) e da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

Durante o encontro, foram apresentadas as propostas pedagógicas e dos protocolos de saúde que devem conduzir o funcionamento das escolas da rede estadual, ainda sem data definida para acontecer.

Além da presidente do Sinteam, Ana Cristina Rodrigues, a reunião contou com a participação dos deputados estaduais Therezinha Ruiz (PSDB) e Sinésio Campos (PT), presidente e vice-presidente da Comissão de Educação da Aleam. “É importante este diálogo para que as entidades de Educação do Amazonas deem suas sugestões e saibam do trabalho que está sendo feito”, destacou Therezinha Ruiz.

Na reunião, o secretário de Educação pontuou os eixos que nortearam a construção do documento. São eles: Pedagógico, Protocolos de Saúde, Atenção à Família e à Saúde Socioemocional e Inteligência em Gestão. Após a fase de apresentação e incorporação das propostas das reuniões com as entidades representativas, o plano será apresentado à imprensa e à comunidade escolar.

“É um documento que possui a mão de diversos atores da Educação e que começou a ser traçado ainda em abril, logo que as aulas presenciais foram suspensas e o ‘Aula em Casa’ instituído. Mesmo não tendo data definida para esse retorno, é importante ressaltar que ele ocorrerá de maneira responsável e, principalmente, segura para toda a comunidade escolar”, acrescentou Luis Fabian.

Sinteam – A presidente do Sinteam, Ana Cristina Rodrigues, afirmou que vai aguardar a proposta final da secretaria para apresentar à categoria todos os pontos. “Nós com certeza vamos apresentar todos os pontos para podermos fazer essa avaliação ao lado da categoria”, explicou.

Gestão Pedagógica – No eixo Pedagógico, foram apresentadas as propostas de avaliações que serão aplicadas aos alunos da rede estadual no momento do retorno às aulas presenciais. Os exames têm como objetivo verificar, diagnosticar e recuperar, caso seja necessário, a aprendizagem dos estudantes que acompanharam as transmissões do “Aula em Casa”.

Além disso, também foram apresentadas as propostas para busca ativa de estudantes, reorganização do calendário, repriorização curricular e ações pedagógicas com foco na recuperação da aprendizagem.

Protocolos de Saúde – Pelo documento da Secretaria de Educação, o “Aula em Casa” será, inclusive, um pilar importante no retorno às atividades presenciais, que se dará de maneira gradual e escalonada, utilizando-se de um ensino híbrido (atividades presenciais e remotas). As turmas serão divididas em blocos (A e B) e, enquanto um grupo estiver na escola, o outro estará em casa, acompanhando os conteúdos do ensino remoto. A metodologia consiste na adoção do modelo híbrido e escalonado mantendo sempre um grupo de alunos em casa.