Amazonas – O professor de artes e educação física Mykaell Torres, está sendo acusado de assédio sexual contra quatro adolescentes, todas alunas da Escola Municipal Gilberto Mestrinho, localizada no município de Rio Preto da Eva (78 Km de distância até a capital Manaus). De acordo com a relatos das adolescente, os abusos foram cometidos durante o ano letivo de 2019, 

Após as denúncias, o Ministério Público do Amazonas chegou a pedir a prisão preventiva de Mykaell Torres, mas a Justiça negou, argumentando que o indiciado é primário, não tem histórico criminal e possui residência fixa.

Em entrevista a um portal local, o radialista Thiago Antônio Navegante, pai de uma das quatro estudantes, disse que até agora a Secretaria de Educação de Rio Preto da Eva limitou-se a colocar o professor para trabalhar na área administrativa da secretaria. “O professor continua recebendo seu salário como se nada tivesse acontecido”, ressaltou Thiago Navegante. 

 

Fonte: Portal do Zacarias