Amazonas – O militar do Exército Brasileiro, Jhonata Corrêa Pantoja, de 18 anos, morreu com um tiro de fuzil, dentro do 7º Batalhão de Polícia do Exército (BPE), localizado na avenida São Jorge, bairro São Jorge, Zona Oeste de Manaus, no domingo (2).

Até o momento, a origem do tiro está sendo investigada. A suspeita inicial teria sido suicídio, mas após o exame de necrópsia, essa possibilidade se apresentou menos sólida: o corpo de Jhonata apresentava perfurações na cabeça, nos braços e na costas. Os hematomas levantam indícios de que a vítima tenha sido torturada até a morte por alguém de dentro da corporação. A família busca esclarecer o ocorrido.

A vítima, natural de Borba, teve seu corpo levado para ser enterrado no município na manhã desta terça-feira (4). Tristeza e pesar marcaram a carreata de despedida de Jhonata, que era muito querido na pequena cidade. 

Veja os vídeos: