CM7

 
Manaus, 23 de outubro
Mercado financeiro
Dólar
Euro
 
 
Home / Amazonas / PIM / Renan elogia Temer por suspender nomeações de estatais e fundos de pensão

Renan elogia Temer por suspender nomeações de estatais e fundos de pensão

Da redação | 06/06/2016 19:10

BRASÍLIA – O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), elogiou, por meio de nota, a decisão do presidente interino, Michel Temer, de suspender as nomeações para cargos de diretoria e presidência de estatais de fundos de pensão, até a aprovação de duas propostas que tramitam no Congresso e que disciplinam as indicações para tais cargos, tentando evitar as chamadas nomeações políticas. As duas propostas – a chamada Lei das Estatais e que a que trata do fundos de pensão – já foram aprovadas no Senado e faziam parte da agenda legislativa criada por Renan no ano passado. A nota trata Temer como presidente da República, sem usar a palavra “interino” ou a expressão “em exercício”.

A atitude de Renan de elogiar Temer ocorre três dias depois de ele criticar a intenção da comissão especial do impeachment de reduzir o prazo de defesa da presidente afastada Dilma Rousseff. A crítica de Renan pesou na decisão da comissão, anunciada nesta segunda-feira, de recuar e manter o prazo original para a defesa, mais longo.

Na prática, nos últimos dias, Renan vinha num processo de aproximação de Temer. Na semana passada, ele estava no Palácio do Planalto, sem alardes. Quinze dias antes, estivera com Dilma, acompanhado do senador Jorge Viana (PT-AC). O comportamento de Renan é considerado “pendular” por assessores de Temer.

A nota desta segunda-feira diz que o presidente do Senado “aplaudiu” a decisão do “presidente da República, Michel Temer” de suspender as nomeações. Segundo o documento, Renan disse que se trata de uma “decisão oportuna e que repõe os critérios técnicos para preenchimento de cargos estratégicos no país”. E lembrou ainda que os projetos citados por Temer “constam da agenda emergencial elaborada com a colaboração de todos os líderes partidários”.

Renan disse ainda que nesta terça-feira o Senado deverá votar proposta de modernização da lei de gestão financeira. Já na quarta-feira, Renan terá uma reunião com governadores para iniciar a discussão sobre a ampliação do Super Simples.

Nesta segunda-feira, Temer convocou uma declaração de última hora para informar que vai suspender, a partir desta segunda-feira, todas as nomeações para diretorias ou presidências de estatais e fundos de pensão. As designações deixam de acontecer até que sejam aprovados os projetos que estão na Câmara dos Deputados e determinam que esse tipo de nomeação deve ocorrer baseando-se apenas em critérios técnicos.

BANCO CENTRAL

Nesta terça-feira, a Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE) deve fazer a sabatina de Ilan Goldfajn para o comando do Banco Central. A ideia é que o plenário do Senado vote a indicação no mesmo dia.

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA