HSBC detalha reestruturação de seu banco de investimento - Portal CM7
 
Manaus, 13 de dezembro 28 ºC Tempestades
Mercado financeiro
DólarR$ 3.3159-0.37%
EuroR$ 3.91460.81%
 
 
Home / Amazonas / PIM / HSBC detalha reestruturação de seu banco de investimento

HSBC detalha reestruturação de seu banco de investimento

Da redação | 06/06/2016 19:10

LONDRES – O banco britânico HSBC detalhou a nova estrutura seu banco de investimento para aumentar o escopo do negócio e abranger seus maiores clientes corporativos, quatro meses após contratar Matthew Westerman do banco Goldman Sachs para conduzir o processo. A instituição financeira criou um grupo para combinar suas unidades de empréstimo e transações, que reúne as atividades corporativas, financeiras e multinacionais e será controlado por Phillipe Henry. O documento divulgado a funcionários nesta segunda-feira descrevendo as mudanças foi obtido pela Bloomberg.

O banco de investimento também iniciou uma joint venture estruturada com a divisão comercial, que será controlada por Kevin Godfrey.

O diretor executivo de mercados e bancos globais Samir Assaf reorganizou o negócio diante da pressão por corte de custos e ganho de mais taxas sobre os principais clientes. Alguns executivos sênior deixaram a empresa recentemente enquanto o HSBC elimina funções duplas criadas com a junção das operações de consultoria e financiamento de capital, disse uma fonte próxima ao assunto.

“O ambiente ao nosso redor está mudando, e devemos nos adaptar”, disseram Westerman e Robin Philipps, que controlam o banco, no comunicado.

A nova estrutura vai “apoiar nossa ambição de nos tornar um parceiro bancário estratégico consistente a nossos clientes” e “melhorar os retornos aos nossos acionistas ao aprimorar a rentabilidade e gerar eficiência”.

TURBULÊNCIA NOS MERCADOS

O HSBC encolheu 17% este ano em meio a preocupações sobre a perspectiva de receita diante da desaceleração do crescimento na Ásia, custos com crimes antifinanceiros e incertezas sobre exigências de capital. O diretor executivo Stuart Gulliver fechou cerca de 80 unidades pelo mundo e saiu de país menos lucrativos enquanto busca garantir aos investidores que consegue aumentar os retornos e guiar o banco em momento de turbulência nos mercados.

{{post.date}}

 


Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA