Bilionário francês abre escola gratuita no Vale do Silício - Portal CM7
 
Adsense Responsivo
Manaus, 20 de June 27 ºC Tempestades
Mercado financeiro
Dólar R$ 3.7491 0.13%
Euro R$ 4.3448 0.04%
 
 
Home / Amazonas / PIM / Bilionário francês abre escola gratuita no Vale do Silício

Bilionário francês abre escola gratuita no Vale do Silício

Postado por | 17/05/2016 18:10

PARIS – O oitavo homem mais rico da França, segundo dados da Bloomberg, está investindo US$ 100 milhões de sua fortuna para exportar para o Vale do Silício sua escola pouco convencional de engenharia de software para preparar futuros programadores de computador — de graça.

O bilionário Xavier Niel é o fundador da Iliad, uma empresa de internet, e está abrindo, na Califórnia, uma filial de sua escola gratuita criada em Paris, chamada de 42 — nome que faz uma referência à série de ficção científica de Douglas Adams “O Guia do Mochileiro das Galáxias”. Nos EUA, universidades são muito caras, muito elitistas e não estão preparando as pessoas apropriadamente para as necessidades das empresas de tecnologia, argumenta Niel.

“Os estudos nos Estados Unidos são muito caros, bloqueando o caminho de muitos indivíduos para receber uma educação, encontrar um trabalho bem remunerado, e viver o sonho americano”, de acordo com um comunicado da 42 divulgado na terça-feira.

A falta de mão de obra qualificada para preencher as vagas abertas é uma reclamação antiga da indústria de tecnologia nos EUA. Empresas que vão de Alphabet a Facebook e Ubert têm encontrado dificuldades para contratar engenheiros de software com a mistura certa de personalidade, cultura e habilidade.

NA FRANÇA, MAIS DE 2.500 ALUNOS

O objetivo da escola de Niel é ajudar a dar a mais alunos a oportunidade de conseguir estudar gratuitamente habilidades que sejam altamente desejáveis — “baseado somente em seus talentos e motivações”, em vez de basear-se no status financeiro ou no grau de educação, diz o comunicado.

Baseado no modelo lançado pelo ricaço na França em 2013, a organização sem fins lucrativos vai crescer a 10 mil alunos dentro dos próximos cinco anos, disse a escola, permitindo que a instituição treine talentos em tecnologia da informação em larga escala.

O modelo pouco convencional da 42 é baseado no aprendizado peer-to-peer, quando um estudante aprende com o outro. Pelos moldes originais, os alunos do campus de mais de 18.500 metros quadrados em Fremont não pagam mensalidade, podem ir e vir livremente de dia ou à noite e não têm professores nem palestras.

Eles são designados para projetos de programação para alguns dos parceiros de pesquisa da escola, e podem usar mais de mil iMacs topo de linha conectados a redes de banda larga de alta velocidade, além de servidores de alta capacidade.

Os métodos não ortodoxos de ensino já estão atraindo interessados na França, onde a escola tem mais de 2.500 estudantes. Uma das interessadas nos alunos da instituição é a consultoria Ametix já afirmou que quer contratar todos os futuros formandos do campus francês da 42.

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie nas Últimas Notícias

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA

 
 
Aplicativo da Rádio CM7