Amazonas- Irregularidades cercam o município de Manacapuru. Desde a estrada inacabada ao hospital sem infraestrutura adequada, o município é constantemente envolvido em polêmicas por conta do prefeito Betanael D’Ângelo (Pros).

No dia 16 de julho, Manacapuru fez 88 anos, e mesmo com a pandemia, o prefeito chegou a contratar shows que chegaram ao valor de R$ 340mil. Os shows nunca aconteceram, mas não se sabe de fato o que foi feito com a grande quantia.

Diversas obras intermináveis também marcam o município, como o presídio que deveria ter sido entregue em abril de 2019, que chegou a custar R$14 milhões, mas até agora não foi construído.

Outro ponto que gera indignação aos moradores de Manacapuru, é o fato de que mesmo com as aulas suspensas devido a pandemia, a prefeitura municipal renovou contrato com a empresa de ônibus Transkalina. O valor equivalente a R$ 4milhões foi repassado para a empresa, que é responsável por fazer a locomoção de alunos do município, de forma terrestre e fluvial.

O contrato com a empresa Transporte Kalina, foi fechado em maio deste ano, e tem validade de um ano.

Investindo em transporte sem utilização, afirmando priorizar a educação, o prefeito se contradiz ao deixar professores sem receber as remunerações em tempo de pandemia.

Os moradores se dizem cansados da má gestão do prefeito, que brinca com os cofres públicos.