Shádia Fraxe articula médicos e recursos para atenção básica em reunião com ministro da saúde

Por Thiago Quara em 25 de novembro de 2021 às 13:22 | Atualizado 25 de novembro de 2021 às 13:22

Manaus – A secretária municipal de Saúde de Manaus, Shádia Fraxe, e o subsecretário de Gestão da Saúde, Djalma Coelho, representaram a capital do Amazonas na reunião do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) nos dias 23 e 24/11, em Brasília.

Em encontro com a equipe técnica do Ministério da Saúde e com o ministro Marcelo Queiroga, eles apresentaram as necessidades de Manaus e negociaram possibilidades de mais médicos e recursos financeiros para a atenção básica no ano de 2022.

Segundo a secretária Shádia Fraxe, a reunião foi de grande importância estratégica para a gestão municipal. “Discutimos temas importantes para que o ano de 2022 se inicie com o debate de novas formas de financiamento e orçamento no âmbito da saúde”, declarou.

Representando a prefeitura, a secretária levou à capital federal as principais necessidades de Manaus e do Amazonas.

“Para que possamos, enquanto poder público, utilizar cada centavo destinado à atenção básica e melhorar as políticas públicas de saúde e, assim, mudar a vida de cada cidadão”, enfatizou Shádia Fraxe.

Articulação com o ministro da Saúde

Durante o evento, a secretária e o subsecretário de Saúde conversaram com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e com o secretário de Atenção Primária à Saúde (SAPS) do Ministério da Saúde, Raphael Parente. Foram tratadas as necessidades do município no âmbito do programa Médicos pelo Brasil e articuladas formas de financiamento e orçamento para o município.

“A cidade de Manaus foi muito afetada em relação a profissionais de saúde nos últimos anos. O Ministério da Saúde foi sensível conosco na Região Norte com o programa Mais Médicos e ofertou vagas a mais, mas esse contrato acaba em fevereiro”, explicou a secretária.

“Nós teremos apenas uma defasagem temporária de profissionais, porque a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) está trabalhando em outras alternativas para garantir o acesso pleno da população à atenção primária. A articulação com a equipe do Ministério da Saúde faz parte deste conjunto de alternativas”, complementou.

Durante o evento, o ministro Marcelo Queiroga declarou, inclusive, que as regiões Norte e Nordeste terão aporte de 55% das novas vagas do programa Médicos Pelo Brasil em 2022.

“Sabemos que o programa facilita o acesso a áreas remotas e traz mais dignidade ao profissional. Isso é de extrema importância para a Região Norte”, discursou Queiroga.

Na avaliação da secretária Shádia Fraxe, Manaus certamente se beneficiará com essas vagas e a gestão do prefeito David Almeida continuará trabalhando para garantir que a população seja beneficiada.

“Temos esse compromisso de levar médicos para Manaus, inclusive para o interior e para os locais mais distantes para mudar, de fato, a vida das pessoas”, pontuou.

Em apoio à Semsa e aos 5.570 secretários de saúde em todo o Brasil representados pelo Conasems, o presidente do conselho, Wilames Freire Bezerra, afirmou que a prioridade do evento é ajudar na construção de sistema de saúde muito mais forte do que já é, unindo representantes estaduais, municipais e federais. “Estamos juntos no fortalecimento da política municipal e da Atenção Básica em Saúde”, declarou.

Deixe seu comentário