Manaus – Com fortes indícios de manipulação de preços nas bombas de combustíveis, a Ouvidoria e Proteção ao Consumidor (Procon Manaus), formalizou nesta segunda-feira, 20/8, no Ministério Público do Estado (MPE-AM), uma denúncia contra os postos de combustíveis, solicitando uma investigação contra estabelecimentos que atuam no ramo.

A decisão ocorre após uma blitz promovida pelo Procon Manaus, no mês de julho, ocasião em que o órgão de fiscalização municipal, encaminhou aos postos de combustíveis da cidade uma notificação requisitando a apresentação, no prazo de dois dias, de justificativas para o aumento repentino dos combustíveis, no período de 16 a 20/7.

Após uma pesquisa de preços realizada em 57 postos de combustíveis da capital, o Procon Manaus verificou a uniformização do preço da gasolina comum. A ação fiscalizadora se deu a partir de denúncias acerca da elevação abrupta no valor do produto.

O Procon Manaus presta serviços de orientação e defesas dos interesses dos consumidores. O órgão está à disposição dos cidadãos e dos consumidores em geral para receber reclamações e denúncias de abusos praticados por fornecedores de produtos ou serviços.