Manaus – Denúncias enviadas ao Portal CM7 relatam uma suposta falta de assistência aos alunos do curso de Medicina do Centro Universitário Fametro, das unidades 3 e 5, localizadas na Avenida Constantino Nery, bairro Chapada, zona Centro-Sul da capital do Amazonas.

Os universitários afirmam serem obrigados a conviverem com colegas de sala que possuem sintomas da covid-19, pois, segundo eles, a faculdade teria deixado claro que caso o aluno só poderia ser afastado das aulas se estivesse com o teste positivo, caso o contrário, o mesmo não teria direito a aula online. 

“Meu amigo chegou a comunicar a coordenação que estava com Covid-19, e a coordenadora só orientou que ele fosse pra casa, que ficasse em isolamento, mas em momento algum alertou a sala sobre o caso para que os outros colegas que tiveram contato com ele ficassem atentos. Nós alunos ficamos perdidos, sem saber o que fazer e sermos prejudicados no final das contas”, disse a estudante Gabriela, de 19 anos.

Diante da algazarra de informações, os alunos lamentam não saberem como proceder diante de uma situação perigosa como essa.

Além deste relato, outros alunos também reclamam que não há higienização devida no interior da instituição de ensino, e além de não seguirem à risca os protocolos de prevenção ao novo coronavírus, a universidade também não possui ninguém para fiscalizar as medidas sanitárias que deveriam ser levadas a sério por de mais alunos, como o distanciamento social. 

Em nota, a assessoria de comunicação do Ceuni Fametro nega as acusações. Leia, na íntegra:

O Centro Universitário Fametro esclarece que tem seguido uma série de protocolos com foco na segurança e saúde dos estudantes, professores e funcionários. Diariamente, todas as áreas internas e externas da instituição passam por higienização. Além disso, estão disponíveis para o uso de todos álcool em gel em vários pontos das unidades. Nas entradas, todos alunos tem a temperatura aferida diariamente e é obrigatório o uso máscara.

A Fametro ressalta que, para evitar aglomerações, a instituição realiza a demarcação de espaços nas salas de aulas. As escadas e elevadores também foram sinalizados, respeitando o distanciamento. A faculdade demarcou rotas dentro das unidades para evitar aglomeração.

Em relação às aulas, a Fametro tem adotado desde o início do semestre o sistema de ensino híbrido, com aulas presenciais e remotas, acontecendo de forma simultânea. Os alunos podem acompanhar as aulas nas duas modalidades, sem qualquer prejuízo na aprendizagem.