Amazonas – Nesta segunda-feira (19), aproximadamente 150 processos extrajudiciais do município de Coari, serão analisados por força-tarefa enviada a cidade pelo Ministério Público do Estado (MPE).

De acordo com informações repassadas pelo MP nesta segunda-feira (19), crimes como tráfico de drogas, organização criminosa e improbidade administrativa na prefeitura da cidade estão entre os casos avaliados, além do “mensalinho”, onde um vídeo mostra parlamentares da Câmara Municipal de Coari sorteando qual vereador receberia uma quantia em dinheiro.

Segundo a procuradora-geral de Justiça, Leda Mara Albuquerque, esta é a quarta vez que uma equipe é enviada para Coari.

“Nós temos inúmeras processos que versam sobre improbidade administrativa, sobre corrupção, desvio de dinheiro público. São muitas demandas que foram se acumulando à medida que os gestores foram passando. É algo que já vem de muito tempo”, disse.


Quatro promotores e seis técnicos – entre assessores jurídicos, contadores e segurança institucional – chegaram ao município. Os trabalhos realizados pela força-tarefa têm duração de 60 dias e o prazo pode ser prorrogado.