Manaus – Neste domingo, 7, policiais civis do Departamento de Repressão ao Crime Organizado(DRCO), fizeram a prisão de Ezequiel Rodrigues Moraes, 40, e Romadson Dacio Soares, 21, os dois participaram de um assalto a banco no dia 11 de novembro, 2016. Eles serão apresentados hoje, 8, na Delegacia Geral.

Entenda o caso

Uma tentativa de assalto a uma agência bancária do Bradesco em Novo Airão (distante 115 quilômetros de Manaus) deixou um sargento militar ferido na manhã desta quarta-feira (30). Conforme a polícia, cinco pessoas chegaram a ser feitas reféns. O caso iniciou por volta das 7h e continua em diligências. Não há informações se alguma quantia em dinheiro foi roubada.

De acordo com informações preliminares do delegado titular da 77ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), Gláucio Oliveira, uma quadrilha não identificada invadiu a agência bancária em um carro modelo Gol, cor cinza, e placas não identificadas. Outros indivíduos estariam a pé e anunciaram o assalto. O grupo estaria armado com fuzis.

Clientes e funcionários do banco foram feitos de refém. As polícias Militar e Civil foram acionadas. No confronto, houve troca de tiros e um sargento da Polícia Militar foi atingido no pé. Ele foi levado a um hospital da cidade. De acordo com a Polícia Civil, dois infratores também foram alvejados durante a fuga.

Ainda segundo o delegado, cinco pessoas foram levadas como reféns pela quadrilha e três foram liberadas em via pública. O restante foi liberado em seguida. A quadrilha segue foragida.

Conforme o diretor do Departamento de Polícia do Interior (DPI), delegado Mariolino Brito, policiais civis que atuam na DIP de Manacapuru, bem como policiais do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) e integrantes do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera) foram deslocados para Novo Airão com intuito de reforçar os trabalhos de investigação em torno deste caso.