Manaus – Nesta segunda-feira (02), as forças de segurança pública do Amazonas farão a reintegração de posse na ocupação irregular Monte Horebe, na zona norte de Manaus. Aos veículos de comunicação e profissionais independentes que vão cobrir essa operação, a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) informa que haverá barreiras de fiscalização e triagem em diversos pontos, de modo que o acesso na região onde haverá a desocupação será limitado ao perímetro de segurança da operação, em virtude dos riscos detectados pelo setor de Inteligência do órgão.

A base para a permanência dos profissionais de imprensa será o Posto de Comando da Operação, que vai funcionar no Colégio Militar da Polícia Militar VI, localizado na rua Rio Piorini, no Residencial Viver Melhor. O horário de deslocamento para esse ponto será informado posteriormente e o acesso só será autorizado aos profissionais identificados com crachás funcionais e/ou documentos de identidade profissional de jornalista. Cabe informar, ainda, que as equipes serão conduzidas ao local em um ônibus da operação.

As entrevistas e a concessão de informações sobre a operação ocorrerão no Posto de Comando, em horários que serão informados amanhã por meio dos canais oficiais de comunicação da SSP-AM.

Cabe informar, ainda, que estará em vigor um perímetro de demarcação de segurança do espaço aéreo e o sobrevoo de drones não está permitido. Todo e qualquer sobrevoo é irregular e o equipamento será interceptado.

GGI – A operação está sendo coordenada pelo Gabinete de Gestão Integrada (GGI), da SSP-AM, com participação das Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil; das secretarias de Justiça (Sejusc), Assistência Social (Seas), Cultura (SEC), Cidades e Territórios (SECT), Meio Ambiente (Sema) e de Infraestrutura (Seinfra); Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE); Instituto de Proteção Ambiental (Ipaam) e Superintendência de Habitação (Suhab), além da Defensoria Pública do Estado (DPE-AM).

Representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-AM) e o Ministério Público do Estado (MPE-AM) também participaram das reuniões do GGI sobre a reintegração e foram convidados a participar da operação nesta segunda-feira.