Manaus 35º
terça-feira - 28 de junho de 2022

Crise no Garantido: alvos de ‘calote’, trabalhadores que dão vida às alegorias, tocam fogo em curral

Compartilhe

Amazonas – Os trabalhadores que transportam as alegorias do boi bumbá Garantido durante o Festival Folclórico de Parintins, os chamados “Kaçauerés”, causaram um principio de incêndio no pátio da Cidade Garantido, na Baixa do São José na tarde desta terça-feira (28), como forma de protesto pela falta de pagamento dos serviços prestados.  

Conforme informações preliminares, o pagamento dos Kaçauerés estavam programados para cair nesta terça, entretanto, o pagamento não ocorreu, o que teria revoltado grande parte dos trabalhadores. 

Diversos vídeos do princípio de incêndio foram divulgados nas redes sociais  

O Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas foi acionado para conter as chamas. Representantes do Garantido estão negociando com os trabalhadores a fim de chegarem em um acordo.

Crise no Garantido

A crise do bumbá vermelho e branco já se instalava antes mesmo do resultado do julgamento do 55º Festival Folclórico de Parintins. Depois de Sebastião Júnior se despedir do item levantador de toadas, após dez anos, David Assayag e Edilson Santana também abandonaram o barco.

A saída de Sebastião Júnior, anunciada no domingo, quando cantou pela última vez, estremeceu ainda mais as estruturas da agremiação. O alvo principal das críticas é o presidente do boi, Antônio Andrade. Ele é acusado de ter feito um desmonte dentro da diretoria vermelha e branca.

Veja vídeos: 

 

Vitória Supermercados