Manaus – O governador do Amazonas, Wilson Lima, será um dos palestrantes do evento que marca o 5º aniversário da Declaração de Nova York Sobre as Florestas, que acontece no domingo (22) na cidade norte-americana. Convidado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e pelo Fórum Global dos Governadores para Climas e Florestas (GCF – sigla em inglês), do qual é presidente da reunião anual, Wilson Lima irá abordar em sua palestra sobre evidências que demonstram a importância estratégica das parcerias no desenvolvimento econômico, social e sustentável do Amazonas.

“É um convite muito importante para mostrarmos que, por meio de parcerias, podemos conciliar desenvolvimento com preservação ambiental. O Estado do Amazonas tem sido protagonista nessas discussões, seja no Brasil ou no mundo. Temos exemplos de projetos que deram certo e agora estamos focados em também garantir que o cidadão tenha acesso ao desenvolvimento econômico e social. Não se preserva com pobreza”, afirmou o governador.

No convite enviado ao governador, o PNUD destacou que o Governo do Amazonas desempenha papel central no compromisso coletivo em combater o desmatamento global até 2030. “Nosso PPA, o Plano Plurianual, que tem sido construído em parceria com o PNUD, está incluindo em suas diretrizes os objetivos da Agenda 2030, uma lista de tarefas a serem cumpridas para um futuro sustentável, definida pelos países-membros da ONU. Entre os objetivos estão a erradicação da pobreza e o desenvolvimento sustentável”, destacou o governador do Amazonas.

“Nós temos trabalhado para buscar um novo modelo de desenvolvimento que equilibre os eixos ambiental, social e econômico. Pouquíssimos países conseguiram realizar o que hoje todos exigem que façamos hoje: crescer economicamente e, ao mesmo tempo, manter os recursos naturais intactos”, completou Wilson Lima.

Na ocasião, haverá o lançamento do Relatório de Avaliação de Progresso da Declaração sobre as Florestas, que contribui com a Cúpula das Ações Climáticas de 2019 das Nações Unidas, marcado para o dia seguinte (23/09).

Os governadores de Acre, Gladson Cameli, e Mato Grosso, Mauro Mendes, também irão participar do evento, no qual são esperados ministros e representantes de países que possuem áreas florestais, interessados pela Declaração de Florestas de Nova York, doadores bilaterais e multilaterais, instituições financeiras, cientistas líderes em pesquisas e veteranos de organizações e empresas ambientais.

Fórum Global – Wilson Lima é o atual presidente da reunião anual do Fórum Global dos Governadores para Climas e Florestas (GCF – sigla em inglês). O Amazonas foi escolhido, por unanimidade, durante a edição realizada em Caquetá, na Colômbia, no último mês de maio, para sediar o evento em 2020. 

O Fórum Global dos Governadores para Climas e Floresta reúne 38 governadores de estados e províncias de 10 países que possuem área florestal. São eles: Brasil, Colômbia, Costa do Marfim, Equador, Espanha, Estados Unidos, Indonésia, México, Nigéria e Peru. Ele foi criado, em 2008, para cooperação em inúmeros assuntos relacionados à política climática, financiamento, troca de tecnologia e pesquisa.

A agenda da Força-Tarefa de Clima e Florestas dos Governadores inclui o desenvolvimento de baixas emissões e conservação de florestas tropicais, além da discussão de ações que promovam o desenvolvimento sustentável.

Reuniões – Na agenda, o governador do Amazonas ainda haverá uma reunião, no Museu de História Natural, com o renomado pesquisador e biólogo americano Thomas Lovejoy, que passou mais de 50 anos da sua vida estudando a Amazônia. Além disso, Wilson Lima também vai dar outra palestra, no Centro de Estudos sobre Brasil, na Universidade de Columbia.