Técnico de futebol comete suicídio, após sequestrar e matar garoto de 10 anos

Felipe Romero, de 10 anos, teve o seu sonho de se tornar um grande jogador de futebol interrompido por um tiro daquele que ele considerava como um pai, seu técnico de futebol. Desaparecido desde o último sábado (22) quando foi encontrado morto à 150 km de Montevidéu, capital do Uruguai, ao lado do corpo do seu técnico, Fernando Sierra, o menino havia sido visto pela última vez na quinta-feira (20), ao lado do rapaz. 

De acordo com o chefe de polícia de Maldonado, cidade onde os dois viviam, Sierra teria atirado contra o garoto e depois se matado.

A relação entre Felipe e Fernando era muito próxima. Segundo uma dirigente do Club Defensor Maldonado, local onde o garoto treinava, Sierra era bastante carinhoso com o menino e o tratava como um filho. “Ele levava e trazia Felipe dos treinos, das partidas, andavam juntos para todos os lados, ele o tratava como se fosse seu filho, e Felipe o tratava como se fosse seu pai. Por mais de uma vez, Felipe o chamou de papai”, diz Myriam Sosa. 

 A aproximação entre os dois chegou a preocupar a psicóloga do garoto, que pediu a mãe de Felipe, Alexandra Pérez, que ficasse atenta ao comportamento do filho e não o deixasse a sós com o técnico que a família havia conhecido dois anos atrás, em 2015. De acordo com o que foi relatado por Alexandra ao jornal ‘El País’ do Uruguai, a mãe do garoto teria conversado com o técnico após o aconselhamento da psicologa e pedido para que ele se afastasse de Felipe, pedido não atendido pelo rapaz, que teria ameaçado se matar. “Se não posso mais ver o Felipe, eu me mato”, contou.
 

Após o desaparecimento da criança na quinta-feira (20), o país se mobilizou pela busca de Felipe através de campanhas nas redes sociais e da polícia, mas nada conseguiu evitar o fim trágico que o caso levou.

 

O garoto era filho de um conhecido jogador de futebol do Uruguai, Luis Romero, mas de acordo com a mãe do menino em entrevista ao jornal El País do Uruguai, o ex-craque não era uma figura presente na vida do menino. 

ver mais notícias