Maior ladrão de banco do país que matou mais de 23 policiais, morre na divisa de MT -Imagens Fortes

Suspeito de liderar um assalto a banco que resultou na morte de dois policiais militares, em Bom Jesus da Lapa (BA), Carlos Jardiel de Barros Dantas, 40 anos, conhecido como “Jardiel Cabeção”, foi morto em confronto com a Polícia Militar (PM) em Aragarças, divida de Mato Grosso com Goiás, nesta quinta-feira (4). Segundo a Polícia Civil da cidade, ele liderava uma quadrilha e cometeu crimes em vários estados do país.A ação na Bahia ocorreu no último dia 22 de janeiro. O grupo, que seria liderado por Jardiel, tentou explodir agências bancárias da cidade. A PM local impediu a ação e entrou em confronto com os assaltantes, que tentaram fugir e foram perseguidos. Na ocasião, foi achado um carro com explosivos e outros foram queimados e usados para fechar as rodovias que dão acesso à cidade. Dois policiais morreram.

Segundo o assessor de comunicação da PM de Goiás, tenente-coronel Ricardo Mendes, Jardiel é considerado o maior assaltante de bancos, casas de valores e carros fortes do Brasil. Mendes destaca que, nesta quinta-feira, ele entrou em confronto com policiais militares no município goiano. A equipe baleou Jardiel, que não resistiu. Policiais de Mato Grosso participaram da ação que terminou com a morte do criminoso.

O delegado de Aragarças, Ricardo Galvão, informou que os PMs estavam em um carro sem identificação e faziam o acompanhamento dele. Jardial teria percebido a presença dos policiais e tentou fugir atirando nos PMs.

“Apuramos que, provavelmente, ele estava organizando um assalto aqui na região com outras seis ou sete pessoas. Identificamos que ele estava negociando o aluguel de uma fazenda na zona rural da cidade, onde ficariam escondidos após o crime. Ele também estava alugando uma casa em Aragarças, onde seria o ponto de apoio do grupo”, explicou ao G1.

Ainda conforme o delegado, Jardiel estava usando uma identidade falsa na cidade com o nome de Carlos Souza Ferreira, já que tem diversas passagens por roubos a banco, sendo uma delas pela Polícia Federal, em São Paulo.

“Ele é da cidade de Cabrobó (PE) e tem um mandado de prisão em aberto por lá. Ele também é investigado pela morte dos policiais militares na Bahia e tem diversas passagens por roubo a banco e vários mandados de prisão”, disse.

Segundo Galvão, a Polícia Civil ainda procura outros membros do grupo de Jardel que podem estar na cidade. Três deles já foram identificados pela corporação e estão sendo procurados.

Operação

A Secretaria de Segurança Pública da Bahia divulgou uma nota informando que Jardiel foi encontrado após ação integrada das polícias do estado, de Goiás, de Mato Grosso e da Polícia Federal. Ainda conforme o texto, a operação continua em andamento nos municípios de Jussara, Aragarças, Barra do Garças e região.

ver mais notícias