Estudante acima do peso é o principal alvo de colegas e o Bullying atinge alunos em Manaus

Crianças e adolescentes acima do peso são as principais vítimas de apelidos negativos, comentários preconceituosos e demais atos relacionados a bullying em escolas municipais de Manaus. Só no ano passado, foram 50 atendimentos a alunos identificados como vítimas de bullying pela equipe da Secretaria Municipal de Educação (Semed) responsável por monitorar a ocorrência desse tipo de violência emocional e física entre colegas de sala de aula.

Tanto os alunos que estão acima do peso quanto os que estão abaixo do peso, indicados pelo Índice de Massa Corporal (IMC), são alvos de bullying. De acordo com a psicóloga Adriana Costa de Andrade Cabral, 32, do Centro Municipal de Atendimento Sociopsicopedagógico (Cemasp), responsável pelo atendimento individual de alunos alvos de bullying nas escolas municipais, o bullying acontece na forma de brincadeiras seguidas de comentários negativos e o ato de dar apelidos relacionados ao peso corporal é um dos problemas mais relatados pelos atendidos pela equipe do Cemasp.

Aprendizado

Além da obesidade, outros motivos de bullying dentro do ambiente das escolas municipais estão relacionados à dificuldade de aprendizagem de alguns estudantes ao conteúdo programático estudado. “Um estudante de 12 anos que ainda lê pausadamente, por exemplo, acaba virando alvo de piadinhas”, disse Adriana. Segundo a psicóloga, apesar da dificuldade em acompanhar o andamento das atividades, os alunos têm proatividade e força de vontade para avançar nos estudos, mas desanimam diante do desafio de enfrentar os colegas.

De acordo com a psicóloga, outro motivo, apresentado pelos alunos, para o bullying  é a dificuldade na fala de estudantes, com a ocorrência de gagueira. Neste caso, segundo Adriana, o bullying se torna um desafio para que o estudante consiga avançar  em  algumas atividades, como a leitura de textos, em voz alta, na sala de aula.

Além dos 50 registros do ano passado, a Semed registrou outros seis atendimentos a alunos vítimas das agressões no primeiro trimestre deste ano. Segundo a psicóloga, o bullying pode ser identificado mediante observação dos professores e da equipe da diretoria da escola a partir do comportamento de alguns alunos.

Fonte D24

 

ver mais notícias