Casamento quase termina em tragédia aquática (Veja Vídeo)

Aconteceu nos Estados Unidos, em um barco. A ideia era que o noivo pulasse de um barco e fosse encontrar com a noiva a nado até a embarcação que ela estava. Ela então pularia na água e os pombinhos dariam aquele beijo romântico que estamparia o álbum de fotos para a posteridade.

Mas deu tudo errado. A moça acabou protagonizando um momento angustiante. O vestido usado na cerimônia era um tanto pesado para a estripulia e ela, ao que parece, não tinha muita intimidade com a água.

Os convidados então bateram palmas e deram gritinhos de saudações como que para amenizar a angústia que ficou no ar. Do barco, amigos filmaram tudo. Momentos antes de ela pular, uma amiga da noiva pergunta se ela quer que pule atrás dela. A jovem sinaliza positivamente e sorri. Sem ter ideia do que estava prestes a acontecer, outro convidado pode ser ouvido dizendo em tom de brincadeira: “Vamos esperar que não afunde”.

Essa coisa de radicalizar no fim das cerimônias de casamento é uma moda que começou há alguns anos. Chama-se “trash the dress”, que em livre tradução significa “destrua o vestido”. Em vários países, as noivas se divertem fotografando no fim das festas situações das mais inusitadas em que os lindos vestidos brancos ficam envoltos de lama ou folhagens, por exemplo. A opção água salgada não foi, como podemos ver, uma boa escolha no caso de Amy.

#Acidente

ver mais notícias