Turismo de Ibiza quer mostrar aos brasileiros novidades além de luxo e festas

“Caribe Europeu” de 45 quilômetros de extensão com atividades turísticas para famílias, jovens, casados e solteiros, a ilha espanhola de Ibiza quer atrair brasileiros e, para isso, participa da World Travel Market, maior feira de turismo comercial da América Latina, que começou nesta terça-feira em São Paulo.

A feira está na quarta edição e tem a intenção de superar a marca de US$ 363 milhões em negócios gerados em 2015 através do encontro entre os movimentadores do setor no continente.

Todas as cidades brasileiras participam com um estande de divulgação, além de países como Espanha, Japão, China, Estados Unidos, entre outros.

Foi pensando em atingir o público brasileiro que os órgãos de turismo de Ibiza desembarcaram na capital paulista pela primeira vez para mostrar a vasta oferta turística da ilha ibérica.

Atualmente, o Brasil representa o maior mercado da América Latina para o turismo de Ibiza, de acordo com o diretor de turismo local, Vicent Torres i Ferrer. De todos os turistas estrangeiros, o público predominante é de ingleses, com alemães e italianos em seguida.

Além das festas e praias, Ferrer ressalta as diferentes possibilidade de “curtir Ibiza” além do luxo, como “conhecer um museu de arte, ir a um bom restaurante para degustar a cozinha regional e visitar os mercados de artesanato”.

​Entre as novidades de opções, estão os roteiros pensados para os públicos LGBT, que podem conhecer a rua de La Virgen, onde estão bares e restaurantes do gênero e a primeira praia gay do mundo, Es Cavallet, paraíso de águas turquesas situado no parque natural de Ses Salines.

Aproveitando o clima de liberdade de emoções proposto pelo turismo na ilha, despedidas de solteiros e de ex-casados também têm ganhado a atenção na ilha, especialmemte por causa das festas nas praias que ocorrem todas as noites de um verão estendido por oito meses de temperatura amena.

Já no inverno existe um programa para terceira idade, onde pessoas com mais de 60 anos podem desfrutar dos passeios por dentro de bosques de pinho mediterrâneo e conhecer a arquitetura com influências árabe e moura.

“Também temos muitas alternativas para os jovens gastando pouco. Temos hostels, campings para hospedagem mais em conta, além de lugares para comer onde se gasta cerca de 40 reais para um menu completo”, detalhou.

Para Ferrer, esta é uma maneira de mostrar “outras Ibizas” que não só a do luxo.

“Queremos desconstruir a imagem de Ibiza para beber e se drogar, a ilha é muito mais que isso”

Patrimônio cultural banhado pelo mar mediterrâneo, Ibiza tem 120 mil habitantes, mas chega a receber 3 milhões de turistas por ano em um território de 572 m², sendo 210 quilômetros de praias, onde se pode apreciar um belo pôr do sol no oeste da ilha, em Platges de Comte, até ter experiências gastronômicas nos vilarejos do interior.

A ilha conta ainda com uma cidade murada, Dalt Vila, onde é possível conhecer um mercado de artesanato ambientado na Idade Média com músicos, bailarinos e apresentações épicas.

“Ibiza é mais conhecida que a Ásia e a Europa inteira”, brinca o ministro do turismo da ilha, Vicente Torres i Guasch, que ficará até o último dia da feira (31) com a expectativa de “fechar parcerias” e “levar o Brasil para a Ibiza”.

ver mais notícias