Um dia após confrontos, mais de 6 mil alunos ficam sem aulas na Cidade de Deus

RIO – Um dia após a noite de confrontos entre policiais e traficantes na Cidade de Deus, na Zona Norte do Rio, mais de 6 mil alunos ficaram sem aulas na região. De acordo com a Secretária Municipal de Educação, 14 escolas, 3 creches e 6 Espaços de Desenvolvimento Infantil (EDIs) ficaram sem atendimento no turno da manhã. Ao todo, 6.497 estudantes não tiveram aulas. De acordo com o site G1, da TV Globo, a secretaria Estadual de Educação, no entanto, informou que as escolas da região funcionavam normalmente.

O policiamento foi reforçado na área após os confrontos entre traficantes e policiais, que começaram por volta das 15h da quinta-feira, na localidade conhecida como Caratê. Bandidos agiram em represália à morte de Priscila Gonçalves Leite, de 34 anos, cujo corpo fora encontrado de manhã, na Rua Cunha Moreira, na Taquara, com uma marca de tiro no rosto. Ela estaria voltando de uma visita ao traficante Éderson José Gonçalves Leite, conhecido como Sam, preso no complexo de Gericinó, quando foi assassinada. Priscila seria sobrinha dele.

Na quinta-feira, houve um intenso tiroteio que levou pânico a moradores e motoristas que passavam pela região. Além disso, criminosos mandaram o comércio fechar as portas e montaram barricadas numa das principais vias de acesso à comunidade, dando um nó no trânsito. Um morador teria sido ferido por uma bala perdida. Ainda não há informações sobre o estado de saúde dele.

ver mais notícias