Mutirão de limpeza na UERJ une professores, alunos e funcionários

RIO — Professores, alunos e funcionários da UERJ estão reunidos no prédio Haroldo Lisboa da Cunha, conhecido como Haroldinho, para um mutirão de limpeza no edifício, localizado no campus do Maracanã. Desde 8h, grupos se dividem para varrer o pátio, salas, corredores e banheiros. Após duas horas de trabalho, mais de 159 sacas de lixo já estavam cheias. Os organizadores criaram um evento no Facebook (na página Viva Uerj) convocando a comunidade acadêmica para a faxina, e pretendem passar o dia todo limpando o pavilhão da universidade.

— O lixo é a parte mais visível. Mas a Uerj tem problemas graves em vários setores. Nunca imaginei que estaria limpando a universidade. Trabalho aqui há 30 anos — disse Carlos Frederico Rocha, funcionário do departamento de ecologia.

A limpeza é precária no campus do Maracanã desde a demissão em massa de 500 funcionários terceirizados, encarregados de limpeza e manutenção, que estavam sem receber salário há 7 meses.

ver mais notícias